Porque você deve conhecer a Suíça

Na hora de definir um plano turístico, é comum nos questionarmos em relação ao que se pretende vivenciar. Há aqueles destinos que se destacam pela gastronomia, outros, pelas belas paisagens, alguns são apreciados pelo charme de seus pontos históricos. A Suíça, por outro lado, carrega consigo a distinção de oferecer todos estes elementos.

Um dos lugares mais belos do continente europeu, a Suíça é famosa por seus queijos deliciosos e possuir uma tradição que remonta quase 800 anos de história (a República Suíça foi fundada em 1291). Além disso, o país oferece roteiros perfeitos para quem quer curtir a neve. Em certos lugares, chega a nevar até no verão! Os alpes que ocupam quase dois terços da Suíça são um atrativo à parte, tornando-a um dos principais destinos do turismo de inverno internacional. Trata-se de um lugar ideal para quem quer relaxar e admirar belas paisagens. O balanço formidável entre arrojo e acolhimento.

Confira alguns dos principais motivos para se visitar o país:

Zurique e Genebra

zurique
Zurique, Suiça

Entre Genebra e Zurique, a Suíça proporciona ambientes luxuosos e sofisticados. Não é por acaso que elas ocupam os dois primeiros lugares na lista das cidades com melhor qualidade de vida no mundo inteiro, tratam-se de locais que transpiram progresso.

Zurique é uma das capitais internacionais da moda, lá, as ruas voltadas ao comércio são tomadas pelas grifes mais famosas do mundo. Organizada e acolhedora, a cidade – a maior do país – oferece um misto de belas paisagens e de locais históricos apaixonantes, como a catedral de Grossmünster, com suas duas torres que proporcionam uma das melhores vistas do município. Saindo da catedral e atravessando o belo rio Limmet, encontra-se a Igreja de St. Peter, que ostenta o maior relógio do continente europeu.

Genebra.jpg
Genebra, Suiça
geneva-11
Genebra, Suiça

Genebra é um dos lugares mais importantes do planeta. É lá que algumas das principais decisões geopolíticas são tomadas por autoridades internacionais no Palácio das Nações, sede da ONU. Mas não é só de política que vive a cidade. Genebra conta com a riqueza histórica de pontos religiosos como a Catedral de St. Pierre e o Muro dos Reformadores, por exemplo. Também oferece atrações para todos os gostos, como o Museu de Arte e História, o lindíssimo Ariana e o imperdível Salão Internacional do Automóvel, um dos maiores eventos automobilísticos do mundo. Ainda em Genebra, é possível ter um gostinho dos Alpes Suíços com as belas vistas do Monte Saleve e do Rio Genebra.

Lucerna

lucerna
Lucerna, Suiça
lucerna-2
Lucerna, Suiça

Uma das cidades mais bonitas da Europa, Lucerna oferece tudo o que há de mais belo na Suíça: vistas maravilhosas das regiões montanhosas, arquitetura medieval e o charmosíssimo Rio Reuss, por onde cruza a ponte de madeira mais antiga do continente europeu, construída no século XIV. Como se não bastasse a vista natural e arquitetônica do cruzamento ribeirinho, o local ainda conta com pinturas que datam do século dezoito. A muralha e as torres Musegg e o majestoso Monumento do Leão também são impressionantes por sua beleza.

Interlaken

interlaken
Interlaken, Suiça
Interlaken, Suíça
Interlaken, Suiça

 

Um dos destinos obrigatórios do país, Interlaken, tangente à capital, Berna, realmente impressiona. Localizado ao pé do monte Jungfrau e entre os belíssimos lagos Brienzersee e Thunersee, o local oferece uma perspectiva diferente das belezas naturais que cobrem a paisagem Suíça pela proximidade que resguarda com as zonas alpinas. Cidade pequena e aconchegante, Interlaken possibilita um passeio aprazível pelo centrinho, onde os famosos chocolates suíços podem ser saboreados. Outro destaque é a neve, que cobre os montes que rodeiam a cidade até mesmo no verão!

Gruyère

Gruyère, Suíça
Gruyère, Suiça
gruyere-suica
Gruyère, Suiça

Uma das principais qualidades da arquitetura Suíça é ter preservado sua riqueza medieval. Gruyère impressiona seus visitantes com edificações remanescentes de tempos ancestrais, como o castelo de St. Germain, datado do século treze, cartão-postal da cidade, localizado no topo de uma colina acima do Rio Saanes. É ali que se produz um dos queijos mais famosos do mundo, o queijo Gruyère. Na aldeia próxima a Broc, na Maison Cailler acontece a produção dos tão falados chocolates suíços. O perfeito balanço entre belos cenários e saborosa gastronomia.

St. Moritz

St. Moritz, Suíça
St Moritz, Suiça
st-_moritz-suica
St Moritz, Suiça

Para quem busca por aventura, St. Moritz oferece um dos melhores ambientes para prática de esportes na neve no planeta. A cidade faz parte da história das Olimpíadas de Inverno, tendo sediado o evento em duas ocasiões, a primeira em 1928 e a segunda em 1948. A subida até o local é feita através do famoso Glacier Express: um confortável trem com vagão panorâmico que proporciona a oportunidade de contemplar a impressionante paisagem dos Alpes e seus picos nevados

E muito mais…

Além de tudo isso, a Suíça guarda outros encantos a seus visitantes. Como a região da Floresta Negra, que remonta aos cenários fabulosos da tradição europeia, e o Monte Titlis, por onde passa o teleférico giratório Rotair, no qual, a uma altitude de 3.020 m, o visitante desfruta de uma vista panorâmica espetacular dos Alpes Centrais.

Outro destaque é a sofisticada Montreux, onde está localizado o Castelo de Chillon – uma das atrações históricas mais procuradas pelos turistas ao redor do globo. A cidade transpira boa música. É lá que ocorre o tradicional Montreux Jazz Festival, pelo qual passaram alguns dos artistas mais importantes de nosso tempo. O local chegou a ser escolhido como ponto de residência por Freddie Mercury, lendário vocalista do Queen, que é homenageado com uma estátua exposta ás margens do Lago Genebra.

Castelo de Chillon, Montreux, Suíça
Castelo de Chillon, Suiça

Clima: a Suíça é conhecida por seu clima temperado e alpino, com verões amenos e invernos rigorosos.  As estações do ano são claramente diferenciadas, a primavera vai do final de março ao final de junho, quando começa o verão, que vai até os últimos dias de setembro. O outono vem na sequência e tem fim em dezembro, quando inicia-se o inverno, que fecha o ciclo.

Moeda: Franco Suíço. A conversão atual é R$ 1 = 0,30 CHF (cotação de 03/10/2016)

Idioma: A Suíça tem quatro idiomas oficiais, o alemão, o italiano, o francês e o romanche, mas a maioria das pessoas sabem falar em inglês.

Fuso horário: São 5 horas a mais em relação ao horário de Brasília

Dicas: Cidadãos brasileiros não necessitam de visto para a Suíça, se o período de permanência no país não exceder 90 dias e se o motivo da viagem for turismo. Podem ser exigidos: passaporte com validade mínima de 3 meses antes da data de retorno; comprovante de seguro de viagem internacional com cobertura de € 30 mil, englobando assistência médica/hospitalar e repatriação sanitária; passagem de ida e volta no período de 90 dias; recursos financeiros comprovados (cartão de crédito internacional e moeda local).

A Suíça é definitivamente uma viagem para ficar marcada. Passagem obrigatória para bons viajantes. Confira nossos roteiros desta incrível aventura.

Anúncios

5 comentários em “Porque você deve conhecer a Suíça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s