Estados Unidos: esclareça algumas dúvidas sobre conexão, imigração e bagagem.

Cada vez mais gente viaja aos Estados Unidos com conexão, seja na América Latina, seja em outra cidade americana. Quantas imigrações você vai fazer? O que faz com a bagagem?

Imigração sempre só vai ser uma. Quanto à bagagem, há pegadinhas. Vamos lá:

Voando aos Estados Unidos com conexão na América Latina.

alx_mundo-controle-fronteira-eua-20150304-001_original

Se você vai fazer conexão na Cidade do Panamá, em Lima, em Bogotá ou na Cidade do México, não se preocupe com procedimentos burocráticos: no aeroporto de conexão você ficará na ala de trânsito internacional. Vai desembarcar do vôo e já pode procurar o portão de onde sairá seu próximo vôo, sem passar pela imigração no local.

A imigração será feita no primeiro aeroporto americano em que você desembarcar. Sua bagagem vai direto para lá.

Se você estiver fazendo apenas conexão, não será necessária nenhuma vacina, pois seu destino final é os Estados Unidos. Os Estados Unidos não exigem nenhuma vacina de visitantes brasileiros.

Caso você tenha algum outro trecho doméstico para chegar ao destino final deste vôo, leia o tópico abaixo.

Voando aos Estados Unidos com conexão dentro dos Estados Unidos

sita_2008_1891

A imigração nos Estados Unidos é sempre, invariavelmente, feita no primeiro aeroporto em que você desembarcar. Assim, é certeza que você vai fazer a imigração no destino do seu vôo inicial — seja Miami, Atlanta, Dallas, Houston, Washington, Nova York, Chicago, Detroit ou Los Angeles.

Depois de passar pela imigração e ter seu passaporte carimbado, você vai retirar as suas bagagens naquele aeroporto mesmo. Eu sei, o seu recibo de bagagem colado no canhoto do cartão de embarque mostram que as suas malas estão etiquetadas até o destino final, mas você necessariamente precisa retirar as malas ali.

O procedimento é o seguinte: você pega as malas no carrossel, passa com as malas pela alfândega (que nunca manda abrir, só se desconfiar que você é traficante ou muambeiro) e então entrega as malas num ponto sinalizado para isso.

É esquisito, ninguém te dá recibo, parece que você nunca mais vai ver sua mala, mas funciona. Pegue a mala no carrossel, passe pela alfândega, procure o ponto de entrega de malas para conexão — e então parta à procura do portão de embarque do seu próximo vôo. Você vai precisar passar por todo o procedimento de segurança dos aeroportos americanos, que são um inferno.

Detalhe: Tenha muito cuidado ao escolher vôos com conexões muito curta, pois o risco de perder a conexão é muito grande, recomendo sempre conexões com intervalo minimo de 3 horas entre os vôos, é claro que isso depende de cidade para cidade de acordo com o tamanho do aeroporto, quantidade de bagagem

Documentos necessários para a imigração

visto_americano20140728_0001

Para entrar nos Estados Unidos você precisa de um passaporte válido e de um visto válido.

Caso o visto válido esteja num passaporte que expirou, basta carregar o passaporte que expirou junto com o passaporte válido. É muito comum, você não será o primeiro, eles estão acostumados.

Se você ainda não tem o visto americano, não deixe de ler o post Como tirar Visto Americano.

Para os Estados Unidos não é necessário que o seu passaporte continue válido por seis meses depois da entrada; basta que esteja válido durante a sua permanência.

O agente sempre vai perguntar o propósito da sua viagem (responda “holiday” ou “business”) e a duração. Se você for a trabalho, precisa ter um visto B1-B2 (negócios). Se for em missão jornalística, precisa ter visto de jornalista. Caso você vá a trabalho, diga que está indo a trabalho mas só tenha visto de turista, será barrado.

Dificilmente pedem para ver passagem, e mais raramente ainda pedem para ver a reserva de hotel (o nome do hotel podem perguntar). Seja honesto e não caia em contradição.

Precisando, sempre haverá algum agente que fale espanhol.

E quem tem passaporte europeu?

wpid-photo-11giu2013-1901

É necessário que o seu passaporte contenha seus dados biométricos. Você vai precisar também preencher um formulário eletrônico de viagem, o ESTA.

Use o seu passaporte brasileiro ao sair do Brasil e ao retornar. Use o passaporte europeu para entrar e sair dos Estados Unidos.

Dá pra passar junto na imigração?

Familiares passam juntos. Amigos podem até tentar, mas na maioria das vezes não vão deixar.

Saindo dos Estados Unidos

Não há guichês de imigração de saída. Você passará pelo raio-x e só. Não se preocupe com as malas em conexão: a bagagem será despachada direto para o Brasil.

Leia também: De Los Angeles a Las Vegas. Uma verdadeira aventura pela Costa Oeste dos Estados Unidos

 

Anúncios

6 roteiros incríveis pelo Brasil para casais aventureiros

Em suas proporções continentais, o Brasil oferece experiências inesquecíveis para viajantes que buscam celebrar momentos marcantes da vida a dois com conforto e aventura. E tem para todos os gostos; praias paradisíacas, florestas fabulosas, campos que até parecem produto de um sonho, e muito mais. Continuar lendo “6 roteiros incríveis pelo Brasil para casais aventureiros”

Azul iniciará voos para Buenos Aires

A Azul vai dar mais um passo para expandir sua presença internacional, especialmente para a América do Sul. A companhia entrou com o pedido de voos para operar voos diários para Buenos Aires, saindo de Belo Horizonte, segundo maior centro de operações da empresa.

Os voos, uma vez aprovados, devem iniciar em 1º de fevereiro de 2017, com saídas diárias de Confins). Os voos devem ser realizados com os jatos Embraer 195, que têm capacidade para até 118 passageiros e contam com mais de 40 canais de TV SKY ao vivo em telas individuais.

As tarifas e o início das vendas de passagens serão disponibilizadas após a aprovação dos voos pelos órgãos reguladores brasileiro e argentino.

“Buenos Aires é um dos destinos mais procurados na América do Sul, tanto para negócios quanto para turismo. Com voos diários a partir de Belo Horizonte, conseguiremos ligar todas as regiões do Brasil à capital argentina por meio de nosso segundo maior hub, de forma rápida e conveniente”, afirma Antonoaldo Neves, presidente da Azul.

Buenos Aires será o sétimo destino internacional da Azul – as demais são Fort Lauderdale/Miami, Orlando, Lisboa, Montevidéu e Caiena. Já foram solicitados voos para Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), com previsão de início também em 1º de fevereiro.

Horários dos voos

Origem Saída Destino Chegada Frequência
1º a 18 de fevereiro
Belo Horizonte 12h45 Buenos Aires (Ezeiza) 15h00 Diário
Buenos Aires (Ezeiza) 15h45 Belo Horizonte 20h00 Diário
A partir de 19 de fevereiro
Belo Horizonte 12h45 Buenos Aires (Ezeiza) 16h00 Diário
Buenos Aires (Ezeiza) 16h45 Belo Horizonte 20h00

 

Se você viaja sozinho, confira nosso post dicas para quem vai viajar sozinho.

Café da manhã de Hotel é tudo igual? Será?

Pelas minhas andanças por aí, ao longo do tempo fui percebendo que café da manhã em hotel não é sempre a mesma coisa e que pode ser sim um diferencial na escolha da hospedagem. Primeiro porque existem algumas classificações internacionais padronizadas e utilizadas nos resorts, hotéis e hostels, Segundo que quando estou viajando o café da manhã, ao contrário da minha rotina de vida normal, é minha principal refeição e terceiro que não curto muito essa de acordar cedo e ir na padaria mais próxima tomar um café. Portanto, quando estou procurando uma acomodação, o estilo e a qualidade do café da manhã pesam na minha decisão.

A questão principal é que existem pelo menos três tipos de café da manhã: o continental (o mais comum), o café da manhã americano (o nome é apenas uma classificação) e o café tropical (mais comum no Brasil e hotéis de praia). A ressalva fica por conta de algumas pousadas menores que preferem “personalizar” o café da manhã, mas no geral existem mesmo esses três tipos de café que são servidos nas hospedagens mundo afora. Vejamos:

Café continental ou pequeno-almoço

continental-breakfast
Café Continental ou Pequeno-Almoço

O primeiro e mais comum é o café continental ou pequeno-almoço. Servido na grande maioria dos hotéis. Em alguns estabelecimentos é pago a parte e sempre é servido no salão. Composto por:

-bebidas quentes (café, chá, chocolate);

-pão pequeno ou torradas;

-manteiga,  geleias e

-complementos que dependerão da disponibilidade, geralmente um suco de fruta, um iogurte ou algo tradicional do lugar.

Café Buffet ou café americano

cafes-da-manha-estilo-buffet
Café buffet ou café americano

O Segundo mais comum é o café estilo buffet ou café americano. É mais caprichado do que o continental, podemos dizer que é o café da manhã 5 estrelas. Como é servido em hotéis de categoria superior, normalmente já está incluído na diária. Contudo, é bom verificar antes. Composto por:

-bebidas quentes (café, leite, chocolate, chá);

-pães sortidos: pão e torradas;

-frutas: maçã, pêra, banana, laranja, etc;

-suco de frutas: laranja, manga, melancia, melão, etc;

-cereais: corn flakes, granola, musli;

-ovos: omeletes, ovos mexidos, e à lacoque;

-carnes: presunto e salame e

-laticínios: iogurtes e queijos.

Café Tropical

tropical-breakfast
Café Tropical

O terceiro é chamado de café tropical. Muito servido no Brasil dada a sua diversidade de frutas e composto por:

-bebidas quentes: chás variados, café, leite , chocolate, capuccino;

-frutas: melão, maçã, mamão, melancia, ameixa uva , abacaxi, figo, banana, laranja e salada de frutas;

-pães e bolos: francês, de milho, de centeio, cuca, croissant;

-cereais, geleias, queijo e ovos.

Café Inglês

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Café Ingles (English Breakfast)

O quarto e talvez menos comum para nós mas muito servido no Reino Unido e adjacências é o café inglês.

O tradicional café da manhã inglês pode ser encontrado na maioria dos pubs e em muitas lanchonetes, muitas vezes por preços bem convidativos considerando a quantidade de comida servida. A composição pode variar de um lugar para outro no Reino Unido. Também é servido em praticamente todos os hotéis e pousadas do país.

Composto basicamente por:

-bebidas: café ou chá;

-pão torrado ou waffle com manteiga e geleia;

-cereais tipo corn flakes;

-ovos,  bacon, salsichas, pão frito, feijão cozido e cogumelos ou algum outro embutido.

Conclusão

São esses os tipos de café da manhã que encontramos. Alguns já inclusos na diária, outros pagos à parte, o importante é  certificar-se na hora da reserva. Eu sempre optei pelo estilo continental e nunca tive problemas, em alguns lugares é melhor, em outros mais ou menos mas em todos sempre encontrei o que procurava: pão com geleia, café com leite e algum complemento como iogurte ou fruta.

#Uma dica que acho importante falar é sobre o valor do café da manhã e o impacto desse valor no custo final da hospedagem. Já vi algumas boas acomodações com preços ótimos e um café com valor absurdo, em torno de 20 Euros por pessoa e por dia. Muito caro!! É quase o valor de um almoço ou de um jantar.

Um preço que acho justo é de até 10 Euros. Já me hospedei também em hotéis com diárias mais altas e com um café da manhã muito bem servido. É importante comparar e ter em mente o que necessário para você. Conheço pessoas que dispensam o café da manhã, comem um biscoitinho com café puro ou chá e seguem o dia.

Se você for desse tipo, pode ser mais vantajoso ficar em lugares que cobram o café a parte, porque assim você passa no mercadinho mais próximo, compra alguma coisa,  aproveita a chaleira elétrica que geralmente tem nos quartos, faz seu café e tudo bem! Fica mais econômico. Mas isso só vale para pessoas que conseguem ficar boas horas com pouco ou quase nada no estômago. Eu sempre recomendo aproveitar o café da manhã. Quando estamos bem alimentados os passeios rendem mais e não sentimos a necessidade de ficar “beliscando” nada durante o dia (o que pode ser um gasto considerável no orçamento e quase sempre não é calculado). Mas isso vai do organismo de cada um.

Veja também 10 resorts para você curtir sobra, água fresca e a família.

Porque você deve conhecer a Suíça

Na hora de definir um plano turístico, é comum nos questionarmos em relação ao que se pretende vivenciar. Há aqueles destinos que se destacam pela gastronomia, outros, pelas belas paisagens, alguns são apreciados pelo charme de seus pontos históricos. A Suíça, por outro lado, carrega consigo a distinção de oferecer todos estes elementos.

Um dos lugares mais belos do continente europeu, a Suíça é famosa por seus queijos deliciosos e possuir uma tradição que remonta quase 800 anos de história (a República Suíça foi fundada em 1291). Além disso, o país oferece roteiros perfeitos para quem quer curtir a neve. Em certos lugares, chega a nevar até no verão! Os alpes que ocupam quase dois terços da Suíça são um atrativo à parte, tornando-a um dos principais destinos do turismo de inverno internacional. Trata-se de um lugar ideal para quem quer relaxar e admirar belas paisagens. O balanço formidável entre arrojo e acolhimento.

Confira alguns dos principais motivos para se visitar o país:

Zurique e Genebra

zurique
Zurique, Suiça

Entre Genebra e Zurique, a Suíça proporciona ambientes luxuosos e sofisticados. Não é por acaso que elas ocupam os dois primeiros lugares na lista das cidades com melhor qualidade de vida no mundo inteiro, tratam-se de locais que transpiram progresso.

Zurique é uma das capitais internacionais da moda, lá, as ruas voltadas ao comércio são tomadas pelas grifes mais famosas do mundo. Organizada e acolhedora, a cidade – a maior do país – oferece um misto de belas paisagens e de locais históricos apaixonantes, como a catedral de Grossmünster, com suas duas torres que proporcionam uma das melhores vistas do município. Saindo da catedral e atravessando o belo rio Limmet, encontra-se a Igreja de St. Peter, que ostenta o maior relógio do continente europeu.

Genebra.jpg
Genebra, Suiça
geneva-11
Genebra, Suiça

Genebra é um dos lugares mais importantes do planeta. É lá que algumas das principais decisões geopolíticas são tomadas por autoridades internacionais no Palácio das Nações, sede da ONU. Mas não é só de política que vive a cidade. Genebra conta com a riqueza histórica de pontos religiosos como a Catedral de St. Pierre e o Muro dos Reformadores, por exemplo. Também oferece atrações para todos os gostos, como o Museu de Arte e História, o lindíssimo Ariana e o imperdível Salão Internacional do Automóvel, um dos maiores eventos automobilísticos do mundo. Ainda em Genebra, é possível ter um gostinho dos Alpes Suíços com as belas vistas do Monte Saleve e do Rio Genebra.

Lucerna

lucerna
Lucerna, Suiça
lucerna-2
Lucerna, Suiça

Uma das cidades mais bonitas da Europa, Lucerna oferece tudo o que há de mais belo na Suíça: vistas maravilhosas das regiões montanhosas, arquitetura medieval e o charmosíssimo Rio Reuss, por onde cruza a ponte de madeira mais antiga do continente europeu, construída no século XIV. Como se não bastasse a vista natural e arquitetônica do cruzamento ribeirinho, o local ainda conta com pinturas que datam do século dezoito. A muralha e as torres Musegg e o majestoso Monumento do Leão também são impressionantes por sua beleza.

Interlaken

interlaken
Interlaken, Suiça
Interlaken, Suíça
Interlaken, Suiça

 

Um dos destinos obrigatórios do país, Interlaken, tangente à capital, Berna, realmente impressiona. Localizado ao pé do monte Jungfrau e entre os belíssimos lagos Brienzersee e Thunersee, o local oferece uma perspectiva diferente das belezas naturais que cobrem a paisagem Suíça pela proximidade que resguarda com as zonas alpinas. Cidade pequena e aconchegante, Interlaken possibilita um passeio aprazível pelo centrinho, onde os famosos chocolates suíços podem ser saboreados. Outro destaque é a neve, que cobre os montes que rodeiam a cidade até mesmo no verão!

Gruyère

Gruyère, Suíça
Gruyère, Suiça
gruyere-suica
Gruyère, Suiça

Uma das principais qualidades da arquitetura Suíça é ter preservado sua riqueza medieval. Gruyère impressiona seus visitantes com edificações remanescentes de tempos ancestrais, como o castelo de St. Germain, datado do século treze, cartão-postal da cidade, localizado no topo de uma colina acima do Rio Saanes. É ali que se produz um dos queijos mais famosos do mundo, o queijo Gruyère. Na aldeia próxima a Broc, na Maison Cailler acontece a produção dos tão falados chocolates suíços. O perfeito balanço entre belos cenários e saborosa gastronomia.

St. Moritz

St. Moritz, Suíça
St Moritz, Suiça
st-_moritz-suica
St Moritz, Suiça

Para quem busca por aventura, St. Moritz oferece um dos melhores ambientes para prática de esportes na neve no planeta. A cidade faz parte da história das Olimpíadas de Inverno, tendo sediado o evento em duas ocasiões, a primeira em 1928 e a segunda em 1948. A subida até o local é feita através do famoso Glacier Express: um confortável trem com vagão panorâmico que proporciona a oportunidade de contemplar a impressionante paisagem dos Alpes e seus picos nevados

E muito mais…

Além de tudo isso, a Suíça guarda outros encantos a seus visitantes. Como a região da Floresta Negra, que remonta aos cenários fabulosos da tradição europeia, e o Monte Titlis, por onde passa o teleférico giratório Rotair, no qual, a uma altitude de 3.020 m, o visitante desfruta de uma vista panorâmica espetacular dos Alpes Centrais.

Outro destaque é a sofisticada Montreux, onde está localizado o Castelo de Chillon – uma das atrações históricas mais procuradas pelos turistas ao redor do globo. A cidade transpira boa música. É lá que ocorre o tradicional Montreux Jazz Festival, pelo qual passaram alguns dos artistas mais importantes de nosso tempo. O local chegou a ser escolhido como ponto de residência por Freddie Mercury, lendário vocalista do Queen, que é homenageado com uma estátua exposta ás margens do Lago Genebra.

Castelo de Chillon, Montreux, Suíça
Castelo de Chillon, Suiça

Clima: a Suíça é conhecida por seu clima temperado e alpino, com verões amenos e invernos rigorosos.  As estações do ano são claramente diferenciadas, a primavera vai do final de março ao final de junho, quando começa o verão, que vai até os últimos dias de setembro. O outono vem na sequência e tem fim em dezembro, quando inicia-se o inverno, que fecha o ciclo.

Moeda: Franco Suíço. A conversão atual é R$ 1 = 0,30 CHF (cotação de 03/10/2016)

Idioma: A Suíça tem quatro idiomas oficiais, o alemão, o italiano, o francês e o romanche, mas a maioria das pessoas sabem falar em inglês.

Fuso horário: São 5 horas a mais em relação ao horário de Brasília

Dicas: Cidadãos brasileiros não necessitam de visto para a Suíça, se o período de permanência no país não exceder 90 dias e se o motivo da viagem for turismo. Podem ser exigidos: passaporte com validade mínima de 3 meses antes da data de retorno; comprovante de seguro de viagem internacional com cobertura de € 30 mil, englobando assistência médica/hospitalar e repatriação sanitária; passagem de ida e volta no período de 90 dias; recursos financeiros comprovados (cartão de crédito internacional e moeda local).

A Suíça é definitivamente uma viagem para ficar marcada. Passagem obrigatória para bons viajantes. Confira nossos roteiros desta incrível aventura.

África do Sul, agora é a hora!

Agora ficou ainda mais fácil conhecer um dos destinos mais encantadores do planeta, e olha que não é exagero dizer isto. A África do Sul é conhecida pela sua biodiversidade e a imensa variedade de culturas, idiomas e etnias. A aventura contempla desde um safári repleto de adrenalina até os grandes centros da luxuosa Johannesburg. Ou seja, aquele destino que vai agradar (e por que não surpreender) todo mundo. A viagem pode ser considerada barata em relação a outros destinos internacionais, já que na cotação atual 1 real está valendo 0,23 rands (em 21/9/2016), e agora conta com mais uma vantagem. A companhia aérea brasileira Latam está com três voos semanais diretos para Johannesburg, tornando muito mais fácil planejar e buscar por tarifas econômicas. Deslumbre-se e aproveite das facilidades para fazer as malas agora mesmo.

Johannesburg

gold_reef_city_casino
Gold Reef City Casino – Johannesburg

A maior cidade da África do Sul não é exatamente a mais procurada como destino turístico, mas o aeroporto internacional de Johannesburg faz escala para outros pontos procurados por turistas. Mas isto não quer dizer que você não deva dar atenção a ela, muito pelo contrário, nos últimos anos a cidade tem recebido grandes investimentos para transformar a antiga capital em um ponto turístico, principalmente em cultura e história.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Gold Reef City Casino – Johannesburg

Sandton, Melville, Melrose e Rosebank são alguns dos nomes associados ao luxo, com mansões, restaurantes cinco estrelas, grandes hotéis e shoppings, com lojas de departamentos e de grife, livrarias e cafés. Próximo da área central fica o Museu do Apartheid, onde recursos recriam a época da segregação racial. Uma viagem por uma época marcada na história da humanidade. Não deixe de conferir também, o Planetário de Johannesburg e o Museu da Família Mandela. Para os apaixonados por gastronomia, a sugestão é o Melrose Arch, bairro que conta com uma grande variedade de restaurantes e bares.

O visitante deve estar atento às áreas consideradas de risco. A cidade sofre com problemas de segurança pública, mas nada que uma consulta no hotel não resolva. Se for usar táxi, sempre pergunte ao motorista sobre a situação da região que deseja ir. Não deixe de conhecer as localidades por receio, apenas tome os cuidados que você tomaria ao viajar para qualquer outro lugar do mundo.

Cidade do Cabo – Cape Town

cape-town-overview
Gold Reef City Casino – Johannesburg

Conhecida como uma das cidades mais bonitas do mundo, a Cidade do Cabo é a segunda maior da África do Sul e o principal destino turístico do país. É um paraíso repleto de opções de atividades para os visitantes. As principais atrações são a Table Mountain, o Cabo da Boa Esperança e a Robben Island, ilha que abriga uma antiga prisão, onde Nelson Mandela passou anos preso. Você poderá mergulhar com tubarões e fazer compras na Victoria & Alfred Waterfront, um dos principais destinos turísticos da cidade para comprar e degustar bons vinhos. A cidade ainda oferece muito mais.

cape-town
Pinguins de Boulders Beach – Cape Town

E precisamos falar das praias. As águas do litoral atlântico da Cidade do Cabo são geladas, mas vale a visita. As quatro praias de Clifton estão entre as mais populares da cidade, atraindo um público que curte se bronzear, jogar vôlei e se divertir com amigos. Rodeada de barzinhos e restaurantes, a badalada Camps Bay é a favorita para passar os finais de semana. Llandudno é o verdadeiro paraíso para surfistas e cercada por uma das áreas mais valorizadas da cidade.

muzeinberg-cape-town
Casas de banho de Muzeinberg

E ainda há uma opção para os naturalistas, a Sandy Bay é uma praia nudista encantadora. Já no Cabo Ocidental você encontrará as principais regiões produtoras de vinho do país. O litoral da região também é encantador, onde os oceanos Índico e Atlântico se encontram.

Kruger Park

bush-experience_650_445_90_s_c1_c_t_made

Talvez você esteja pensando: “Estou lendo um artigo sobre a África do Sul e até agora não vi nada sobre safáris”. Chegamos ao momento. O Kruger Park é mundialmente conhecido com aproximadamente dois milhões de hectares e possui 16 ecossistemas. O parque foi criado em 1898 como uma reserva de proteção à vida selvagem e é aberto para visitação do público desde 1927.

private-kruger-safaris-5

É aqui que você vai conhecer os chamados Big 5 — leão, elefante, búfalo, leopardo e rinoceronte — em um 4×4 ou em um safári a pé. Mas além dos cinco animais símbolos, a área norte do parque é um dos poucos locais onde quinas e baobás gigantes crescem lado a lado, margeando os rios Limpopo e Luvuvhu. Ao observar os troncos finos e verde-claros das quinas reluzindo entre os maciços troncos escuros dos baobás, é fácil imaginar estar em um livro dos irmãos Grimm, com fadas e duendes à espreita na floresta. O safári é geralmente realizado em veículos especialmente adaptados que andam por estradas de terra, e às vezes, fora delas, para melhor observação dos animais.

kruger-national-park-south-africa-lions-jpg-1340x0_default

Durante o percurso é muito comum a presença de diversos antílopes, javalis, gnus, zebras, hienas, girafas e pássaros de todas as cores e tamanhos, e claro, o já mencionado quinteto superstar Big 5. Especial o suficiente para encher o cartão da sua máquina fotográfica. Sem dúvidas um lugar mágico que vai ficar para sempre na memória dos visitantes.

Hospedagem

lion-sands-river-lodgechalkley_treehouse_ex
Lion Sands River Lodge – Kruger Park (Game Reserve)

O “Camp”, não é um camping, mas sim uma área cercada dentro do parque, que oferece vários tipos de acomodações, além de outros serviços. Dentro do parque há mais de vinte camps, além de lodges de luxo.

Tipos de hospedagem:
Bangalôs: Espaçoso quartos de alvenaria, alguns possuem banheiro e cozinha.
Camping ou Motorrail: Local para acampar ou para estacionar o Motorhome. Possui cozinha e banheiro público.
Safari Tents: quartos com paredes e teto de lona.
Lodges: (hotéis de selva) estão localizados dentro e fora do parque e são as opções mais caras dentro do Kruger Park, geralmente estão em áreas de visibilidade privilegiada.
Lodges de Luxo: Estes lodges ficam em reservas privadas e oferece serviço de primeira, como  spa, massagem e sauna. Mas tamanha mordomia tem seu preço e não é nada barato.
Guest Houses: pequena casa, ideal para quem vai com a família, pois possui sala e cozinha.

kapama-lodge-pool-area
Kapama River Lodge – Kruger Park (Game Reserve

Dicas importantes:

Clima: O clima da África do Sul é temperado e conhecido por seus longos dias de sol, por isso, é conhecida como a “África do Sul Ensolarada”. Na maioria das províncias, o verão é período de chuvas, exceto na região do Cabo Ocidental (onde há chuvas no inverno). O inverno é de maio até agosto, a primavera de setembro até outubro; verão de novembro até fevereiro e outono de março a abril.

Moeda: Rand. A conversão atual está R$ 1 = 0,23 ZAR (cotação de 21/9/2016)

Idioma: O país tem 11 idiomas oficiais, inclusive o inglês.

Fuso horário: São 5 horas a mais em relação ao horário de Brasília

Requisitos de entrada: Necessário passaporte com validade de até um mês da data de retorno ao Brasil com pelo menos uma página em branco frente e verso e apresentar o Certificado Internacional de Vacina contra a febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque. Brasileiros não necessitam de visto para permanência de até 90 dias.

 

Fuja da alta do dólar. 5 destinos incríveis para fazer uma viagem internacional barata

A alta do dólar tem deixado muitos amantes do turismo um pouco mais caseiros. Porém, isto ocorre muito porque o hábito comum do brasileiro é realizar turismo de consumo, ou seja, geralmente viaja para comprar produtos eletrônicos, roupas, acessórios e tudo mais que compensar comprar lá fora. Mas viajar ainda é um bom negócio, especialmente se você planejar com antecedência e contar com uma boa consultoria. Neste post você vai conhecer lugares fora desta linha mais consumista, onde você pode montar pacotes que cabem no seu orçamento, mesmo com a alta da moeda americana.

Caribe Colombiano

Roteiro Cartagena / San Andrés é destino para encher os olhos (e a alma). Praias paradisíacas, hotéis fofíssimos, passeios inesquecíveis e muita, mas muita cultura local. Tudo pertinho do Brasil, pois é uma das regiões do Caribe mais próxima do nosso país. Cartagena é uma verdadeira joia, declarada pela UNESCO Patrimônio Cultural da Humanidade. Os amantes de arquitetura vão se deleitar com o desenho colonial dos prédios, que se misturam à escola moderna. E a noite promete. A vida noturna do local é movimentada com bares, restaurantes e atrações de rua. Para quem procura por mais agito, casas noturnas fazem a alegria de quem não dispensa uma boa dança, especialmente a salsa. Tudo com o clima amigável e descontraído.  Já em San Andrés a atração fica por conta da própria natureza. Localizada a 700 quilômetros da costa continental colombiana é maravilhosa por seu mar de sete cores, faz parte de um arquipélago que é uma Reserva Mundial da Biosfera. Os passeios são baratos e incluem recifes coralíneos, ilhotes protegidos, aquário natural, lendas de piratas, porto livre e praias com águas calmas.

San Adreas - Colômbia
San Andrés – Colombia

Cuba

A ilha é um destino que atrai muitos turistas em qualquer época do ano por seu clima sempre quente. Mais que isto, os passeios e hospedagens possuem preços atrativos e convidam a conhecer cada cantinho da país. Por não ter grandes centros comerciais, como shoppings ou galerias, você pode guardar as economias para passeios encantadores e alçar suas asinhas para outros destinos fora de Havana e Varadero, os pontos mais visitados da ilha. Vamos atiçar sua imaginação. Trindad é para quem quer respirar cultura e aproveitar uma noite bem agitada. Bem pertinho de Trindad você pode conhecer a maravilhosa Praia de Ancón. Dá para fazer o trajeto de ônibus por um precinho bem camarada. Cienfuegos é cidade considerada patrimônio mundial pela Unesco e chama atenção por sua arquitetura francesa. Valle dos Vinales é uma vila situada em um belíssimo cenário montanhoso. E finalmente os cayos. Ah, os cayos! Coco e Guillermo são os mais conhecidos por suas praias de água verde-esmeralda e areia branquinha. Claro que conhecer tudo pode sair bem caro, portanto, converse com a gente para montar um pacote incrível gastando pouco.

Cayo Santa Maria
Cayo Santa Maria – Cuba

 

Grécia

Devido à crise e suas consequências, a Grécia se tornou um lugar muito atrativo para os turistas. Mesmo que os preços tenham se estabilizado um pouco, o roteiro ainda vale muito a pena. Trata-se de uma viagem inesquecível onde você pode dispensar as compras e aproveitar um lugar histórico. Muitos passeios por localidades deslumbrantes como Mykonos e Santorini, podem sair com ótimos descontos. E o melhor, os habitantes são muito amigáveis e receptivos com os turistas.

Mykonos Grécia
Mykonos – Grécia

 

Turquia

Destino que contempla todos os gostos. Quer ver? Gosta de lugares históricos? Istambul, Éfeso e a Capadócia vão fazer você viajar no tempo por ruínas e templos históricos, como a Mesquita Azul, a Cidade Subterrânea e cidade Mustafapasa. A Capadócia é uma região com várias cidades e vilarejos. Então as opções de estadia são muitas. Ah! Sabemos que a dica é economia, mas não deixe de fazer um passeio de balão pela Capadócia. A gente garante que o passeio vai compensar muito mais que uma sacola cheia de compras. Mas para quem não resiste em levar algumas lembrancinhas para casa, dá para pechinchar bastante nos mercados e levar ótimos souvenires. Prefere uma praia? Então você vai se deslumbrar com as pequenas cidades litorâneas, entre algumas destacam-se Antalya e Marmaris. Não se preocupe com a língua. Eles estão acostumados a receberem turistas e o inglês, mesmo que básico, já é suficiente para se virar.

Éfeso Turquia
Templo de Éfeso – Turquia

 

Mendoza

Localizada nas bordas da Cordilheira dos Andes, Mendoza é a principal cidade da região de mesmo nome na Argentina. Roteiro especial para os amantes do vinho e do frio, e o melhor, tudo isto por um roteiro barato e com visual deslumbrante. Para os apreciadores do vinho, o apelido de Terra do Sol e do Bom Vinho não deixa a desejar. A região conta com mais de 1.200 vinícolas em meio a um cenário incrível na região montanhosa. No passeio pelas bodegas, você vai degustar os melhores vinhos e desfrutar de almoços ao ar livre. Com uma boa consultoria e planejando a viagem com antecedência, os pacotes ficam muito em conta e oferecem um passeio inesquecível por um cenário cheio de vida. Por falar em cenário, um dos destaques é o Parque San Martín que abriga mais de 500 mil árvores e é deslumbrante. Já o Parque Provincial Aconcágua permite uma visão do Cerro Aconcágua, um dos maiores picos do mundo.

Mendoza Argentina
Região de Mendoza – Argentina

Veja também, TOP 10: os mais belos castelos do mundo.

 

 

 

7 motivos para viajar para a Colômbia

Em tempos de economia, nada melhor do que otimizar custos (mas nem pensar em poupar na diversão). Seguindo esta equação, uma ótima opção é o Caribe Colombiano, com suas duas estrelas maiores: Cartagena das Índias e San Andrés. Os dois destinos encantam pelo cenário paradisíaco e complementam um ao outro; isto porque enquanto San Andrés chama atenção pelas belezas naturais, Cartagena atrai os amantes da cultura, da arquitetura e da história.

Também tem espaço para os mais agitadinhos, que não dispensam uma balada ou o prazer de encher uma sacola de compras. A proximidade dos dois locais permite que você aproveite ao máximo as atrações conjuntas, formando o “casadinho” de viagem perfeito. Aliás, o destino compensa muito, já que o real está bem valorizado frente ao peso colombiano. Então que tal dar uma olhada nas maravilhas do Caribe Colombiano, e conhecer sete vantagens deste paraíso para começar a planejar sua viagem?

Cartagena das Índias

1 – Caribe é logo ali

As vantagens começam pela proximidade com o nosso país. Por fazer fronteira com o Brasil, não é necessário visto para entrar na Colômbia, apenas o passaporte com validade mínima de seis meses. Se optar por voar direto para a Colômbia, vai precisar apenas do seu RG, lembre-se que a carteira de identidade deve estar em perfeito estado e nunca plastificada. Mas fique atento, porque isto não serve para a CNH ou qualquer outro tipo de documento que geralmente se aceita como identidade aqui no Brasil.

San Andrés

2 – Disponibilidade

O destino possui ofertas de voos diárias, especialmente pelas companhias Avianca (original do país), e Copa Airlines. Muito mais fácil de planejar a viagem e até procurar por descontos.

Cartagena das Índias

3 – Ótimo Custo x Benefício

A moeda é o Peso Colombiano (COP), e a relação é de US$ 1,00 = COP 2,92 aproximadamente (cotação de 15/8/2016). Em San Andrés a maioria dos hotéis trabalham no regime “all-inclusive”, o que facilita na hora de planejar o orçamento da viagem. Em Cartagena o all inclusive não é uma regra, mas existem opções caso esta seja uma exigência sua.

Cartagena das Índias

4 – Combinação de Praias Paradisíacas + Cultura & História

San Andrés possui um dos cenários mais paradisíacos que você pode conhecer. O Mar caribenho nesta região possui sete tons de azul, é algo de tirar o fôlego de qualquer um. O reggae é a trilha oficial do passeio e é o destino perfeito para os amantes da natureza e — por que não? — do “all-inclusive” dos hotéis. Já em Cartagena é onde você vai desfrutar da cultura e arquitetura de uma região que inspira o imaginário até hoje, com suas histórias de piratas famosos. A vida noturna também é um grande atrativo com baladas, bares e restaurantes que servem gastronomia típica e apresentações de dança – sobretudo a salsa, ritmo amplamente difundido no país.

San Andrés

5 – Gastronomia

A base da cozinha, como os demais destinos caribenhos, são os frutos do mar, e em San Andrés, diga-se de passagem, são encontrados em abundância. Porém, se esse não é o seu item preferido, os hotéis normalmente oferecem outros tipos de opções, como carnes e aves. Em Cartagena também é possível se deliciar com pratos da cozinha local, com um cardápio que inclui pratos como empanadas de carne e “arepas de huevo” (arepas recheadas com ovo); sopas como o “sancocho” e o “mote de queso”, que contém inhame. Vale a pena experimentar!

Cartagena das Índias

6 – Idioma

Espanhol é a língua oficial, o que facilita e tranquiliza os turistas brasileiros. Mesmo que o idioma não seja seu ponto forte, com o nosso famoso “portunhol” você consegue se virar e se sentir em casa. Aproveite e não tenha medo de soltar o verbo para conhecer os simpáticos colombianos.

San Andrés

7 – Segurança

Muito se questiona sobre a segurança no país como um todo, por conta das guerrilhas, tráfico etc. Talvez isto esteja mais no imaginário que na realidade em si, por conta do passado problemático do país. Mas há muito se investe em segurança e tudo isto foi deixado para trás, tornando o país em um dos queridinhos da América do Sul para turistas do mundo inteiro. No momento, não existem indícios de violência ou problemas mais sérios com turistas. Mas como sempre comentamos, jamais descuide da segurança, não importa em que lugar do mundo.

Convencido? Então inspire-se nos roteiros para Cartagena / San Andrés que a New Age Tour Operator preparou pra você. O legal também contar com um agente de viagem de confiança. Como estamos falando de um destino “casadinho”, é ele quem vai planejar da melhor forma possível a sua estadia de acordo com o tempo e orçamento que você dispõe.

Se você precisar podemos indicar uma agência na sua cidade ou próximo.

 

12 Dicas para quem pretende realizar uma viagem para Dubai

Viajar para destinos exóticos abre a nossa mente para novas culturas. Sem dúvida, são lugares que oferecem uma experiência que nos muda para sempre, nem que seja um pouquinho. Queremos montar um guia para quem quer visitar este país maravilhoso e não passar por nenhum sufoco. A cultura em Dubai é muito diferente, e uma atitude que, para nós é completamente inocente, pode ofender profundamente os cidadãos nativos, que apesar de serem muito abertos aos turistas e à cultura ocidental, é preciso ter muito cuidado com alguns aspectos.

Compras em Dubai

1 – Tradições

Os Emirados Árabes são construídos sobre gerações de tradições islâmicas que estão enraizadas firmemente na sua cultura e herança tribal. O povo é amigável e mostra tolerância e uma mente aberta para os visitantes em seu país; mas a sua cultura e os valores devem ser sempre respeitados.

2 – Éticas sociais

A cultura e as leis foram projetadas para garantir que todos sejam respeitados, independentemente da sua fé e nacionalidade. Visitantes e residentes devem evitar os tipos de conduta e comportamento inadequado, que pode de outra forma levar a multas, prisão e deportação. Por exemplo, você pode ser multado se atravessar a rua fora da faixa, ou até preso, se for flagrado consumindo álcool e dirigindo. Nós brasileiros, particularmente, possuímos o habito de realizar muitos contatos físicos uns com os outros, como um abraço, aperto de mão, beijos no rosto…mas em Dubai é bom se policiar, como no caso deste turista que foi preso ao tocar no ombro de um policial para pedir informação.

Emirádos Árabes - Dubai

3 – Vestimentas

Evite usar roupas transparentes ou que exponham demais as partes do corpo. Cuidado com estampas e slogans em camisetas que podem ser ofensivas, bem como suas tatuagens. Na dúvida, melhor cobri-las. Esteja ciente de que você poderá ser convidado a se retirar de algum local. Qualquer forma de nudez é estritamente proibida, incluindo o topless. Trajes de banho não devem ser usados em qualquer outra área fora da praia, parques aquáticos ou piscinas.

É preferível, tanto para homens quanto para mulheres, terem seus ombros e joelhos cobertos. Não é apropriado para os homens a caminhar ao longo da rua de peito nu. Bermudas são apropriadas para andar pela cidade, mas ao visitar locais religiosos, opte por calças compridas.

4 – Em público

Dançar é permitido na privacidade de sua casa ou em clubes e eventos licenciados. Mas a dança em público é classificada como indecente e provocante.

Emirados Árabes - Dubai

5 – Segurança pessoal

Dubai é relativamente segura. No entanto, não deixe de tomar as precauções com segurança que você já está habituado.

6 – Hospedagem

Coabitação de casais não casados são ilegais, inclusive em hotéis. Porém a maioria dos hotéis de Dubai não impõe a regra “Somente casais”. No check-in, não se preocupe na hora de mostrar o seu passaporte com nome diferente, em Dubai, as mulheres casadas muitas vezes mantêm seus sobrenomes.

Emirados Árabes - Dubai

7 – Demonstrações de afeto

Mãos dadas são toleradas, mas beijos e abraços são considerados crimes contra a decência pública.

8 – Orientação sexual

Os viajantes GLBT devem ser particularmente cuidadosos, pois o comportamento homossexual é um crime com a possibilidade de deportação, você também deve evitar quaisquer demonstrações públicas de afeto, como beijos e carícias. Utilizar roupas do sexo oposto também é ilegal.

Emirados Árabes - Dubai

 

9 – Respeito

Abordar de forma aleatória mulheres em público, ou tirar suas fotos sem permissão, é estritamente proibido. Os muçulmanos rezam cinco vezes por dia. Você vai notar que as mesquitas chamam as pessoas para orar através de um sistema de alto-falante. Neste momento você também vai notar que a música pública é desligada. Esteja ciente de que os motoristas que não estão perto de uma mesquita, podem parar para rezar.

10 – Consumo de álcool

O consumo de álcool é permitido apenas por não-muçulmanos em restaurantes licenciados, bares, clubes, estabelecimentos privados, e em casa (para os residentes que tenham adquirido uma licença de álcool). O turista não será capaz de comprar bebidas alcoólicas em lojas em geral e supermercados etc. É contra a lei a beber álcool enquanto andando na rua ou para ser bebido em um lugar público.

Emirados Árabes - Dubai

 

11 – Dirigindo

Os Emirados Árabes Unidos tem uma política de tolerância zero em relação a beber e dirigir. Você pode ser cobrado e preso se for pego até mesmo com a menor quantidade de álcool em seu sistema. Dirigir sem habilitação, exceder a velocidade, praticar corridas e uso de celular é contra a lei.

12 – Cigarro

A idade legal para poder fumar tabaco nos Emirados Árabes Unidos é de 18 anos. É proibido fumar em edifícios públicos, escritórios e shopping centers. No entanto, existem muitas áreas designadas onde é permitido fumar incluindo muitos bares.

Se você ainda não sabe por onde começar, a New Age possui diversas opções de roteiros para Dubai.

Leia também: Dubai terá maior o maior parque de diversões do mundo.

15 dicas para quem vai realizar uma viagem pelo Chile

Está programando uma viagem para o Chile? Com essas informações sua viagem vai ser ainda melhor. São dicas que responde várias dúvidas dos viajantes. Então vamos lá, 15 dicas para você viajar tranquilo para Santiago do Chile!

Catedral Metropolitana de Santiago
Catedral Metropolitana de Santiago

1. Passaporte

Você não precisa de passaporte nem visto para entrar no país, apenas da carteira de identidade em bom estado de conservação (de preferência com menos de 10 anos de uso). Mas se quer ficar no Chile para morar ou trabalhar aí sim precisa do passaporte.  Saindo de São Paulo, são 4 horas de vôo e do Rio de Janeiro , 5 horas.

Se vai embarcar com criança ou adolescente acompanhados de apenas um dos pais é indispensável ter a autorização de viagem internacional de criança e adolescente com firma reconhecida em cartório, é só imprimir, assinar e reconhecer firma, lembrando que deverá será uma autorização por cada crianças em duas vias cada. Link para imprimir a autorização de viagem aqui. Para acessar a cartilha  com mais informações, clique aqui .

Passaporte Brasileiro
Passaporte brasileiro

2. Dinheiro

A moeda aqui no Chile é o peso Chileno e para fazer a conversão para o real, você divide por 1000 e multiplica por 5, que terá o valor aproximado em real. Por exemplo, um almoço que custa $5.000 pesos chilenos, em real 5×5= R$25,00  (tira os 3 zeros e multiplica por 5). Não se esqueça de que em cima deste valor tem os 6,38% do IOF para quem paga com cartão de crédito. É valor aproximado mesmo, porque multiplicando por 5 é como se o peso chileno fosse 200 e na verdade está na faixa de 180.

Atualmente tem sido melhor fazer a troca do dinheiro aqui em Santiago. Logo que você desembarca no aeroporto tem casa de câmbio, mas como a cotação não é muito boa, vale trocar somente um pouco para lanche, água e pagar o taxi e o restante na Rua Augustinas – Centro de Santiago, que tem várias casas de câmbio com melhor oferta.

Peso Chileno
Peso Chileno

3. Bancos

Os bancos que tem no Brasil e aqui no Chile são: Itaú, Santander e uma agência do Banco do Brasil. Mas não são interligados com esses mesmos bancos no Brasil. Se você habilitar seu cartão de crédito e débito para saque no exterior, vai pagar uma taxa de R$20,00 a cada retirada no caixa eletrônico.

Santander
Banco Santander

4. Tomadas elétricas

A tomada aqui no Chile é de 3 pinos.

tomada-chile
Tomada Chilena

A tomada brasileira de 2 pinos encaixa perfeitamente, a de três não. Mas atenção! A voltagem é  de 220. Então, mulheres que estão pensando em trazer secador de cabelo ou chapinha, se for de 110 volts, esqueçam.

5. Segurança

Santiago é uma cidade segura, porém alguns cuidados são indispensáveis.Atenção redobrada nos lugares de muito movimento, como shoppings, cerros, parques, centro, pontos turísticos e metrô.

Roubos de bolsas e sacolas: Temos a mania (principalmente as mulheres) de sentar num restaurante ou numa praça de alimentação de shopping e colocar as bolsas e sacolas nas cadeiras ao lado. Mas atenção, em Santiago essas bolsas estão “sumindo”, já ouvi alguns relatos de brasileiros que foram furtados inclusive no Shopping Parque Arauco.

Táxis: O golpe acontece no momento de pagar a corrida. O taxista fala o valor e você entrega a nota, ele recebe uma nota de 20 ou 10 mil e fala que recebeu uma de outro valor mais baixo, como 2 mil ou 1 mil. O ideal é você entregar a nota e certificar com o taxista dizendo: Aqui estão 10 mil pesos. Em español: Aqui hay 10 mil pesos.

A recomendação é utilizar taxi de agência ou do hotel, ou ainda chamar pelo aplicativo EasyTaxi e ultimamente o UBER tem funcionado bem, já utilizamos e vale a pena.

Easy Taxi 2
Easy Taxi

6. Água

Apesar de toda água do Chile ser filtrada e você poder beber direto da torneira, muito cuidado. Para quem não está acostumado, a água possui muitos sais minerais e pode não cair bem e acabar atrapalhando seu passeio. Prefira água mineral.  A melhor e mais parecida com a nossa é a marca Benectidino.

Agua Benedictino
Água com menos sais e mais parecida com a brasileira

 7. Uso de protetor solar e labial

Tanto no verão como no inverno é muito importante usar protetor solar e labial e muito creme hidratante. Santiago tem um clima bastante seco e o ar é muito poluído. Chegando aqui você já vai sentir seus lábios “rachados” e a pele seca. Por isso é muito importante o protetor solar, labial e creme hidratante. As mulheres podem abusar dos cremes de cabelo, aqui o cabelo fica muito ressecado.

Protetor solar
Protetor solar

8. Seguro viagem

É muito importante contratar um seguro viagem.  No Chile o tema saúde é complicado, recomendamos sempre sair do Brasil com o seguro já contratado, o mesmo oferece diversos tipos de cobertura, desde assistência média até atraso de vôos. Sempre pensamos que nada irá acontecer, porém imprevistos podem acontecer e o custo será muito maior caso você não tenha um seguro que lhe ofereça suporte.

Seguro Viagem
Seguro Viagem

9. Vacinas

Não é exigido nenhum tipo de vacina para entrar no Chile, então não é necessário ter o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP).

10. Operadoras de celular

 

OPERADORES

Você pode usar o seu chip do Brasil aqui, precisa desbloqueá-lo para uso internacional. Mas cuidado! As tarifas são bem altas. Outra opção é comprar um chip aqui no Chile. As operadoras aqui são: Entel, Movistar, Claro e Virgin.  Nessa ordem de qualidade, porém os turistas brasileiros tem usado do chip da Movistar e gostado bastante. O chip custa uma média de $3.000 pesos chilenos (R$15,00). A CLaro está com uma promoção, comprando o chip você tem 30 dias de acesso grátis ao Facebook e Whatsapp. A WOM é a mais nova operadora no Chile, ainda não usei, mas para quem quer só pacotes de dados é uma boa opção, tem preço mais em conta.

11. Transfer Aeroporto/Hotel

Muito cuidado com os taxistas ilegais que ficam abordando os passageiros no aeroporto. Gosto sempre de indicar a TRANSVIP. www.transvip.cl.  Sempro utilizo, os carros são novos e o atendimento é muito bom. Ao sair com as malas você verá o balcão de atendimento deles. Os preços são fixos e o pagamento é feito no aeroporto, você não paga nada para o taxista. Se agendar a ida e a volta terá um bom desconto. A Transvip tem opção de van compartilhada que é mais barato.

12. IVA

Sabe o que é IVA? Impuesto al Valor Agregado. É o imposto que você paga para tudo que compra aqui no Chile: comida, bebida, passeios, hospedagem. Mas atenção! Turista pode ficar isento do pagamento do IVA para pagamento de hospedagem.  E vale muito a pena, porque o valor do IVA é de 19%. Como? Pagando em Dólar, Euro ou cartão de Crédito Internacional.  Mas é bom consultar as condições no seu hotel antes.

13. Passeios/Tours

Existem várias empresas de turismo que oferecem pacotes para vinícolas, Valparaíso, Viña Del Mar, Valle Nevado e outros.  Há também a opção de guias indicados pelos hotéis que montam os pacotes personalizados, de acordo com o que você quer.

Para ver a cidade toda e se o tempo for curto, tem o ônibus de turismo da turistik. O ônibus circula e para nos principais pontos turísticos. Você pode descer, passear, tirar fotos e pegar o próximo ônibus para continuar o passeio.

Turistik - HoponHopoff
Ônibus da turistik para passeios nos pontos turísticos

Se quiser conhecer o centro histórico, os famosos Café com Pernas (casa de café em que as atendentes servem café de minissaia) e ver os artistas populares se apresentando, vale a pena encarar o metrô ou pegar um taxi até a estação de metrô  Universidad de Chile e caminhar pelo Paseo Ahumada.  Essa rua leva à Plaza de Armas, com lindos prédios históricos, à  Catedral Metropolitana de Santiago e mais a frente ao Mercado Central.

Para os imperdíveis passeios às vinícolas, também não faltam opções. As mais próximas de Santiago são Concha Y Toro e Cousino Macul. Há várias outras que são mais distantes e com paisagens maravilhosas.  Já visitamos muitas e os posts estão disponíveis aqui no blog.

Vinícola Concha Y Toro

14. Qual melhor período para conhecer a neve?

Geralmente a neve aparece por aqui no período de meados de junho até meados de  setembro. Mas dependemos da mãe natureza, então é um pouco imprevisível, no ano passado(2015) por exemplo, a neve só apareceu em meados de julho e ficou até outubro. São quatro estações de neve proóximas a Santiago: Farellones, Colorado, La Parva e Valle Nevado.

Se sua intenção é só se divertir e conhecer a neve, o ideal é parar em Farellones, a estação tem tobogã e tirolesa, que fazem a diversão da galera, e dá para fazer uma visita rápida as outras para tirar fotos. Mas se quer esquiar o melhor é subir para Colorado ou Valle Nevado. Um conselho: para esquiar, escolha uma e fique nela, o que não dá é querer ir um pouquinho em cada, que assim não aproveita nada.

 

Vale Nevado
Vale Nevado

As agências de turismo oferecem de tudo, passeios, roupas e equipamentos, montam o pacote de acordo com o que você quer.

Também existem outras opções de Estações como Chillan e Portillo.

Chillan
Chillan

 

15. Melhores bairros para se hospedar

Depende do que você procura. Eu gosto muito e sempre indico o bairro Providencia, tem vários comércios, restaurantes, fica pertinho do Shopping Costanera e tem fácil acesso ao metrô. Na minha opinião é o melhor para turistas.

  • Em Providencia tem o restaurante Baco que eu amo!

Outra opção é Las Condes, o bairro é lindo e super moderno, com edifícios enormes e é bem empresarial. Também tem bons restaurantes, mas dependendo do local não tem estação de metrô por perto.

  • Tem a pizzaria Tiramisu que vale conhecer

Centro de Santiago, dá para fazer muita coisa caminhando, perto de vários pontos turísticos, casas de câmbio e comércio. Muito movimento durante o dia, mas a noite é  bem parado. Pertinho do centro está o bairro Lastarria, que é lotado de bons restaurantes e bem movimentado.

E tem o Bellavista, que também é um bairro bem movimentado, tem várias universidades e mutos bares, então tá sempre cheio. Para quem gosta de agito, esse bairro é ideal. Aqui tem o Pátio Bellavista, que é um shopping de restaurantes e bares.

Bairro de Providencia - Santiago
Bairro de Providencia – Santiago

Com essas dicas você viaja com mais segurança e pode curtir tudo de bom que o Chile oferece. Boa viagem!!!

De Los Angeles a Las Vegas. Uma verdadeira aventura pela Costa Oeste dos Estados Unidos

Uma road trip pelos EUA é ideia que vive no imaginário de muita gente, pois foi imortalizado nos cinemas e livros. A costa Oeste dos EUA é o cenário que traduz perfeitamente este clima. Mas mesmo que sua ideia não seja bem rodar a América do Norte em um carro, dá para vivenciar a mesma experiência conhecendo os lugares mais bacanas da costa oeste norte-americana. Então a nosso post será uma espécie de road trip, onde vamos levar você pelos points da Califórnia e Nevada, que a gente conhece como a palma da mão para passar as melhores dicas para uma aventura inesquecível.

Califórnia

Los Angeles

Vamos começar o nosso roteiro pela costa Oeste desembarcando na maior cidade da Califórnia, Los Angeles. Ela será o ponto de partida para outras localidades incríveis. A cidade respira cinema e é destino de artistas que sonham com o estrelato, e claro, o famoso letreiro de Hollywood e a calçada da fama merecem ser fotografados, mas a metrópole vai muito além disso. Não é por menos, que é conhecida como um dos principais destinos de entretenimento do mundo.

Los Angeles - Califórnia
Para os fãs da sétima arte, há muitos estúdios que oferecem tours por suas instalações, como Warner, Sony e Paramount. Sem dúvidas uma experiência inesquecível e uma grande oportunidade de bancar o paparazzo e flagrar as maiores celebridades do planeta, quem sabe até conseguir uma selfie com uma delas.  Los Angeles é ensolarada e composta por uma grande variedade de culturas e comportamentos, como a Downtown, que é majoritariamente composta por mexicanos. Uma boa dica é alugar um carro, pois a cidade é muito grande e, dependendo do seu tempo de estadia, vai valer mais a pena se locomover de forma autônoma para conhecer o máximo de lugares possíveis. Sem contar que passear pelas praias de Venice, Huntington e Malibu de carro, tem lá seu charme, e você pode fazer paradas nos pontos que achar mais bacanas para conhecer todo tipo de tribos que frequentam estes locais. Outra vantagem é poder passear livremente para conhecer a agitada vida noturna destes points, com muitos bares e casas noturnas para todos os gostos.

Los Angeles - Califórnia
A bordo de um carro ou não, vamos falar de compras. Mas fique atento. O Rodeo Drive é um amplo quarteirão de Beverly Hills conhecido pelo seu comércio de alto padrão que abriga lojas de marcas como Giorgio Armani, Bijan, BVLGARI, Burberry, Gucci, Louis Cartier, Chanel, Christian Dior, Dolce & Gabbana entre outras. Claro que o local vale como passeio, mas para fazer compras já dá para imaginar que é preciso desembolsar muito dinheiro. Se esta é sua intenção, planeje-se antecipadamente. Caso a grana esteja contada, mas mesmo assim você não dispensa umas comprinhas, seu destino é a rede Premium Outlets em Camarillo, a pouco mais de meia hora de Los Angeles. Você vai encontrar um imenso complexo de outlets com as marcas mais desejadas e produtos de ótima qualidade. Mais uma coisa para se lembrar: todas as mercadorias da Califórnia possuem imposto de 8,5% cobrados na hora de pagar.

Los Angeles - Califórnia

 

Em Beverly Hills você ainda pode passear pela charmosíssima Sunset Boulevard, repleta de lojas, letreiros, postos, restaurantes e fast-foods coloridos de maneira que só esta estrada pode oferecer. Ela também é caminho para nossa próxima parada…

Santa Mônica

Depois de percorrer a Sunset Boulevard por, mais ou menos, meia horinha de carro, você chegará a uma das cidades mais visitadas por turistas que desembarcam nos Estados Unidos. Santa Mônica é litorânea, pequena, divertida, linda e fofa, muito fofa. Mesmo com cerca de 90 mil habitantes e um território relativamente pequeno, não se engane, recomendamos que você tire alguns diazinhos extras para conhecer todas as suas atrações, lembre-se que comentamos que ela é divertida. Seu famoso píer é, provavelmente, o cenário que mais traduz o espírito da Califórnia criado no imaginário popular. Sua extensão é composta por lojinhas e restaurantes banhados pelo incrível pôr do sol que tinge o cenário de laranja dando o toque final ao “california dream”. O píer ainda possui um belo parque de diversões e o Santa Monica Pier Aquarium, passeios perfeitos para fazer com a família, especialmente com as crianças.

Santa Mônica - Califórnia
E tem mais, durante todo o ano o local recebe variadas atividades culturais, como apresentações teatrais, espetáculos musicais entre outros. Um passeio por Palisides Park vai levar você direto aos seriados, filmes ou videoclipes, com pessoas levando o estilo de vida tipicamente californiano, praticando exercícios com roupas de banho e deslizando em patins. A área fica ao longo da Ocean Avenue, acima da Santa Monica Bay, o que oferece deslumbrantes vistas panorâmicas sobre o Oceano Pacífico e a faixa costeira da cidade.

San Francisco

A quarta maior cidade da Califórnia é um verdadeiro coração de mãe que acolhe quem quer que seja, sem distinção. Por sua população marcada pela miscigenação, cria-se um verdadeiro colorido de etnias e culturas. Esta ampla variedade cultural reforça uma das principais características da cidade, a sua incrível receptividade e o estilo de vida relax, com grande aceitação qualquer que seja sua origem, crenças e orientação sexual. É neste clima amigável, que já vale a viagem, que o turista vai conhecer os pontos turísticos mais legais de San Francisco, que não são poucos.

Você pode começar o dia pelo famoso Pier 39, com bares, restaurantes e lojas com várias opções de gastronomia, desde um simples café até o mais sofisticado prato, com destaque para os frutos do mar. Depois de se deliciar com a comida, sendo observado pelos simpáticos leões-marinhos que rodeiam o píer, dá para embarcar em um passeio marítimo que passa pela Golden Gate e Alcatraz. O clima da cidade é predominantemente ensolarado e ameno, parecido com a nossa primavera, mas se o dia estiver ruim, é melhor deixar este passeio para depois e siga para o Downtown.

Chinatown - San Francisco
O centro é agitado, com grande variedade de atividades e lojas espalhadas por todo o lado com inúmeras opções de lembranças para colocar na mala. A praça Union Square é um respiro para a agitação e é rodeada pelas lojas de departamento mais conhecidas, como a Macy´s e a Saks Fifth Avenue. Aproveite os passeios de bonde que circulam entre o centro para visitar também a Alamo Square e o bairro Haight and Ashbury, cenário da contracultura da década de 60 que ainda mantém vivo o ar hippie, por sua vasta atividade cultural que é praticada na rua, seus ateliers e muitas pessoas que ainda vivem esta época lisérgica.

Golden Gate - San Francisco
Em San Francisco´s Fisherman´s Wharf fica o museu de cera Madame Tussauds, com réplicas perfeitas das maiores celebridades, ótimo para tirar fotos divertidas caso não tenha encontrado nenhuma estrela no seu passeio por Los Angeles. Agora, se a sua vibe está mais ligada à natureza, separe alguns dias para conhecer o Parque Nacional de Yosemite. O lugar é perfeito para caminhadas ou passeios de bicicleta. A flora é ampla, onde as gigantes árvores Sequoias emergem imponentes dos coloridos bosques. Lagos, quedas de água e montanhas completam o deslumbrante cenário. Para aproveitar bastante o parque, o passeio pode ser bem extenso, então reserve algumas horas e bastante fôlego para os passeios.

Parque Nacional Yosemite

 

Nevada

Las Vegas

É difícil recomendar algo sobre Las Vegas, isto porque quem optou por esta viagem já tem em mente tudo que pretende fazer. Beber, jogar, casar e praticar toda sorte de excessos para aproveitar plenamente tudo que a Capital Mundial do Entretenimento tem para oferecer. Então, nesta seção do post, vamos focar mais em dicas para você se virar por lá. Começando pela chegada. Não há voos direto do Brasil para Las Vegas, as melhores opções de conexão são Dallas, Detroit, Houston, Atlanta, New York, Miami, Charlotte e Cidade do Panamá. As companhias Delta, United e American Airlines desembarcam o passageiro diretamente no aeroporto de McCarran, na região metropolitana de Vegas.

Las Vegas - Nevada
Mas assumindo que você está seguindo a nossa road trip de carro, você pode se aventurar pela rodovia interestadual I-15. Saindo de Los Angeles, você vai cortar o deserto de Nevada por aproximadamente 450 km. Como a estrada é tranquila e sem muito movimento, o percurso é concluído em mais ou menos 5h.  Mas a pergunta que os turistas devem mais se fazer é: Quanto de dinheiro levar? A resposta é simples: depende. Mas calma, vamos por partes. Primeiro é importante definir quantos dias você quer ficar por lá. Com isto em mente, passamos para o próximo passo, a hospedagem. Existem muitas opções de hotéis espalhados pela cidade e muitos têm preços bastante em conta, especialmente se planejar a viagem com um agente de turismo com um roteiro fechado. Mas se você está indo por conta própria e vai ficar por pouco tempo, uma boa indicação pode ser o Bellagio, onde as diárias ficam em torno de R$ 600. O preço é salgado, claro, mas o hotel talvez seja o que mais represente o espírito da Cidade do Pecado, com seu cassino próprio, suítes luxuosas, bares, extravagâncias, restaurantes e espetáculos do Cirque du Soleil, tudo aquilo que se vê nos filmes.

Las Vegas - Nevada
Falando no circo mais famoso do mundo, as atrações que a cidade oferece são outros itens para colocar nos cálculos. Para os shows do Cirque du Soleil, por exemplo, a entrada custa em trono de US$ 100, mas as demais ficam na média dos US$ 80, que também é o ticket médio de gasto nas baladas noturnas. A melhor maneira de se locomover por Vegas é de táxi, portanto, separe cerca de 70 dólares diários para locomoção. Já nos cassinos tudo vai depender de quanto você está disposto a apostar. As fichas são adquiridas antes de iniciar qualquer atividade nas casas, então uma dica é definir quanto você pretende investir naquele dia.

É fácil se empolgar, mas não aposte mais do que o definido por você na entrada, deixe para outro dia se quiser tentar a sorte novamente. Tenha em dinheiro vivo, um valor na faixa entre 500 e 1000 dólares por pessoa para facilitar os gastos e evitar custos de IOF em pequenas transações no cartão, mas tenha sempre um Travel Money por segurança, as casas para recarregá-los existem aos montes. Se precisar de mais detalhes, consulte nossas dicas para primeira viagem internacional, onde também detalhamos outras facilidades.

Grand Canyon

Bom, para não perder o costume vamos indicar alguns pontos de visitação. É na famosa Las Vegas Boulevard, principal avenida da cidade, mais conhecida como “The Strip”, que estão todos os grandes hotéis e cassinos, cada um com uma temática diferente. No começo da avenida estão o Luxor, Excalibur, Tropicana, New York, New York e o MGM Grand. Depois, seguem o Monte Carlo, Paris, Bally’s, Bellagio, Caesar’s Palace, Flamingo, Mirage e Wynn. Finalizando, está o Stratosphere, que marca o fim dos grandes hotéis e cassinos da Las Vegas Boulevard. Ah, e se está pensando em casar, a mais famosa capela para cerimônias relâmpagos é a Little White Wedding Chapel.

Por fim, mais uma dica. Separe pelo menos um dia para descansar do agito e conhecer um dos lugares mais impressionantes do planeta. A duas horinhas de carro, fica a parte oeste do Grand Canyon. Ideal para fazer um bate e volta. Mas fique atento que o Parque é muito grande, e se pretende conhecer suas outras regiões, que incluem a parte Sul e Norte, separe mais alguns dias e planeje sua hospedagem. Outra maneira incrível de conhecer o Grand Canyon é de helicóptero. Este tipo de passeio é muito comum por lá, e você vai ter uma vista ampla de todas esta maravilha da natureza. Você também pode sobrevoar a cidade de Vegas em um city tour, que também proporciona uma experiência muito bacana.

Passeio de helicóptero pelo Grand Canyon
A Operadora New Age, oferece uma série de roteiros maravilhosos de Costa Oeste, Confira sugestões de roteiro para Costa Oeste, que incluem todos estes locais com todas as facilidades, como a hospedagem programada, auxílio para tirar suas dúvidas, passeios com guias que falam português e o parcelamento da viagem.

Dúvidas? Entre em contato através do formulário abaixo.

Conheça uma Israel que você nunca imaginou. Reveja conceitos e encante-se com o turismo do Oriente Médio

Israel é destino mundialmente reconhecido por ser um dos mais religiosos do mundo. É terra de peregrinação para os praticantes das principais religiões monoteístas do mundo, como o cristianismo, o catolicismo e o islamismo. Mas além de tudo isto, o país também possui um outro lado. Esta outra face mostra uma Israel agitada, cosmopolita, gastronômica, jovem e moderna. E é exatamente este lado que pretendemos explorar neste post, desmistificando alguns conceitos enraizados no nosso imaginário. Então que tal planejar as próximas férias em um dos locais mais antigos e encantadores do nosso planeta?

Jerusalém

Jerusalém
Vamos pela parte mais conhecida de Israel, que não deixa de ser o maior atrativo do destino: o caráter religioso. É emocionante, para praticantes ou não, conhecer pessoalmente os lugares onde a história de cada crença ocorreu, tal como o Monte das Oliveiras, o Muro das Lamentações, Belém entre tantos. É impossível não se encantar com um passeio onde cada pedra tem uma história. Portanto, em Jerusalém fica a parte mais antiga de Israel, mas completamente preparada para receber turistas. Uma dica legal para conhecer a região é considerar uma excursão. Já comentamos aqui que para alguns lugares a melhor opção é viajar com um grupo e guias que falem português, mas no caso de Israel tem mais um bom motivo: a segurança. Felizmente o turista é altamente valioso para o governo que jamais vai colocá-lo em risco. Portanto, qualquer lugar em que a situação esteja um pouco mais tensa, as visitas serão proibidas imediatamente, e o guia da excursão vai saber a melhor maneira para que você não perca o dia. Então aqui, já desmistificamos alguns preconceitos, pois é muito seguro viajar para Israel. Outra dica para quem procura o turismo religioso é pesquisar por agentes que ofereçam roteiros específicos para este plano,  que engloba os principais pontos da Terra Santa.

Tel Aviv

Tel Aviv

Tel Aviv conta com o lado histórico e religioso (assim como todas as regiões de Israel), mas também é conhecida por sua vida noturna ativa e grandes opções de entretenimento. O clima aqui é mais sobre praias deslumbrantes, hotéis de luxo e atrações que atendem todos os perfis de turistas, inclusive famílias com crianças, sendo um destino bem versátil. Quer ver um apelido de Tel Aviv que talvez te surpreenda? Ela é conhecida como a Miami do Mediterrâneo, por conta de sua grande faixa litorânea. São muitas praias que compõem a extensão, entre elas Gordon, Banana, Metzizim e Hilton, esta última inclusive, é conhecida por acolher muito bem o público LGBT. A maior parte das praias também oferece vários tipos de esportes e atividades aquáticas, como botes de borracha infláveis, canoas, caiaques etc. As crianças podem se divertir em escorregadores gigantes nos parques aquáticos de Luna Gal, Tsemah ou Gai Beach. Há muitos restaurantes e vendas pelo caminho e onde você pode aproveitar a calma e a tranquilidade.

Tel Aviv

Yarkon Park é um grande parque em Tel Aviv que recebe cerca de 16 milhões de visitas por ano e conta com instalações desportivas, jardins botânicos, um aviário, um parque aquático, lagos e espaço amplo para shows, onde grandes nomes da música já apresentaram como Michael Jackson, Paul McCartney, The Rolling Stones, Metallica, U2, Guns N’ Roses, Rihanna, Lady Gaga e muitos outros. Um programa indispensável. A culinária israelense é bem peculiar, pois é profundamente influenciada por diversas etnias e costumes. Mas você já deve conhecer alguns dos pratos típicos mais famosos, como o homus, falafel e kebab (de origem árabe) e outras iguarias da culinária francesa. Bom, estamos falando isto para recomendar outro passeio bem diferente. O Mercado de Levinsky é uma explosão de cores, sabores e cheiros. Frutas secas, doces tradicionais, queijos finos, nozes, conservas, frios exóticos e peixe salgado compõem um cenário incrível para se conhecer a base da culinária israelense e, claro, tirar muitas fotos. O Mercado Carmel também é um excelente ponto turístico, onde se pode comprar além de comida, roupas, quadros e lembrancinhas para levar para os amigos com preços imbatíveis. Um cenário colorido deslumbrante, ideal para entrar em contato com a cultura local.

Sul de Israel

Eilat

 

A parte Sul de Israel é a mais extensa em território e abriga importantes cidade como Ashdod, Beersheba, Arad, Dimona, Netivot. Digamos que ela seja a parte menos em comum com o turismo religioso. Mas é no município de Eilat o ponto de partida para um dos atrativos mais bacanas do país: o Mar Vermelho . O país é pequeno e banhado pelos mares Vermelho, Morto, Mediterrâneo e da Galileia, formando um dos litorais mais variados de diversificados, como comentamos mais acima. Um dos mais famosos, que certamente você já conhece, o Mar Vermelho deságua no Golfo de Eilat banhando a costa da cidade. Leva este nome pela grande concentração de corais vermelhos na água. A cidade é um centro turístico por causa da beleza natural da região e dos recifes de corais muito populares entre mergulhadores. É legal comentar também, que Eilat é uma zona franca isenta de impostos para compra, ideal para encher a mala de lembranças. Outra dica é que você pode dar um pulo na Jordânia, já que as cidades ficam muito próximas e disponibilizam deslocamentos entre elas. Se você for fazer isto, recomendamos que fique pelo menos um dia para conhecer Petra, que é o ponto alto do turismo na Jordânia. Também dá para incluir o Egito e as praias do Sinai. Escolha conforme o seu gosto, mas lembre-se sempre de consultar seu agente de viagem.

Mar Morto

Nosso segundo mar é o Mar Morto, reconhecido pela sua incrível concentração de sal que faz as pessoas boiarem com muita facilidade. Por conta disto é também procurado por suas propriedades benéficas à saúde. Na beira do Mar Morto há vários resorts que oferecem tratamento medicinais e estéticos, ou apenas relaxantes. Vale a pena conferir. Muito próximo ao Mar Morto encontra-se Massada. Um dos lugares mais excitantes e mais procurados pelos turistas. Situada no topo de uma montanha íngreme com um topo plano como parapeito, a vista para o deserto do lado ocidental e ao Mar Morto do lado oriental é de tirar o fôlego. A Fortaleza de Massada já foi tema de filme de Hollywood.

Masada

Seguindo pelos mares, a Oeste, fica o Mediterrâneo. Lá, encontra-se o porto da cidade de Acre, tipicamente de pescadores e com forte influência árabe. Com uma mesquita no centro e a agitação de um mercado nas ruas estreitas, ainda parcialmente cercadas por muros das Cruzadas. No porto, uma imagem icônica da mistura de culturas: na torre ornada com a lua crescente e a estrela, símbolo do Islã, tremula a bandeira nacional com a estrela de David. Isto tudo porque pelo local passaram gregos, egípcios, romanos, britânicos e turcos, transformando Acre em um local rico, alegre, colorido e muito especial, cheia de música e festas em qualquer esquina. O astral de Acre é algo indescritível.

Galileia

Haifa

A Região da Galileia é ponto especial para os cristãos, pois é fácil fechar os olhos e imaginar os passos de Jesus relatados na Bíblia. Haifa é a terceira maior cidade de Israel e possui o maior porto do país, uma praia muito ativa, e também abriga o Centro Mundial da fé dos Bahai. A cidade contém uma dualidade bem interessante entre bairros modernos e distritos antigos; igrejas e mesquitas; montanhas e mar. Haifa é uma cidade de muitas faces, com várias características especiais. A agitada área do porto atrai vendedores, compradores e turistas.  As lindas praias são populares para praticar esporte e para a recreação, e durante o verão estão cheias de gente.  Além disso, por causa das excelentes condições para o surfe, as praias são usadas por muitos dos melhores entusiastas da navegação, e nela são feitas competições de navegação e outros eventos esportivos.

Jaffa

Na província da Galileia se situa a cidade de Safed a 800 metros acima do nível do mar, sendo o ponto mais alto da Galileia. Se tornou local de referência mundial para a Cabala (o misticismo judeu) popularizada pela cantora Madonna. Possui mais de 10 sinagogas e as ruas são repletas de vendedores de artefatos místicos. Um deleite para os seguidores. Por fim, nosso último Mar, o da Galileia, que na verdade não é um mar, embora tenha este nome. Contribui com praias de areia fininhas e brancas. As praias em volta do grande lago de Kineret  são um ponto inicial perfeito para passear pelas maravilhas da área. Algumas das reservas naturais que merecem destaque são o Parque do Jordão, a Reserva Natural Beit Tsida, Hamat Gader e Naharayim. Há também a região baixa do Monte do Golan, que tem fronteira com o Kineret e é recheada de sítios históricos e reservas naturais.

Este slideshow necessita de JavaScript.