Estados Unidos: esclareça algumas dúvidas sobre conexão, imigração e bagagem.

Cada vez mais gente viaja aos Estados Unidos com conexão, seja na América Latina, seja em outra cidade americana. Quantas imigrações você vai fazer? O que faz com a bagagem?

Imigração sempre só vai ser uma. Quanto à bagagem, há pegadinhas. Vamos lá:

Voando aos Estados Unidos com conexão na América Latina.

alx_mundo-controle-fronteira-eua-20150304-001_original

Se você vai fazer conexão na Cidade do Panamá, em Lima, em Bogotá ou na Cidade do México, não se preocupe com procedimentos burocráticos: no aeroporto de conexão você ficará na ala de trânsito internacional. Vai desembarcar do vôo e já pode procurar o portão de onde sairá seu próximo vôo, sem passar pela imigração no local.

A imigração será feita no primeiro aeroporto americano em que você desembarcar. Sua bagagem vai direto para lá.

Se você estiver fazendo apenas conexão, não será necessária nenhuma vacina, pois seu destino final é os Estados Unidos. Os Estados Unidos não exigem nenhuma vacina de visitantes brasileiros.

Caso você tenha algum outro trecho doméstico para chegar ao destino final deste vôo, leia o tópico abaixo.

Voando aos Estados Unidos com conexão dentro dos Estados Unidos

sita_2008_1891

A imigração nos Estados Unidos é sempre, invariavelmente, feita no primeiro aeroporto em que você desembarcar. Assim, é certeza que você vai fazer a imigração no destino do seu vôo inicial — seja Miami, Atlanta, Dallas, Houston, Washington, Nova York, Chicago, Detroit ou Los Angeles.

Depois de passar pela imigração e ter seu passaporte carimbado, você vai retirar as suas bagagens naquele aeroporto mesmo. Eu sei, o seu recibo de bagagem colado no canhoto do cartão de embarque mostram que as suas malas estão etiquetadas até o destino final, mas você necessariamente precisa retirar as malas ali.

O procedimento é o seguinte: você pega as malas no carrossel, passa com as malas pela alfândega (que nunca manda abrir, só se desconfiar que você é traficante ou muambeiro) e então entrega as malas num ponto sinalizado para isso.

É esquisito, ninguém te dá recibo, parece que você nunca mais vai ver sua mala, mas funciona. Pegue a mala no carrossel, passe pela alfândega, procure o ponto de entrega de malas para conexão — e então parta à procura do portão de embarque do seu próximo vôo. Você vai precisar passar por todo o procedimento de segurança dos aeroportos americanos, que são um inferno.

Detalhe: Tenha muito cuidado ao escolher vôos com conexões muito curta, pois o risco de perder a conexão é muito grande, recomendo sempre conexões com intervalo minimo de 3 horas entre os vôos, é claro que isso depende de cidade para cidade de acordo com o tamanho do aeroporto, quantidade de bagagem

Documentos necessários para a imigração

visto_americano20140728_0001

Para entrar nos Estados Unidos você precisa de um passaporte válido e de um visto válido.

Caso o visto válido esteja num passaporte que expirou, basta carregar o passaporte que expirou junto com o passaporte válido. É muito comum, você não será o primeiro, eles estão acostumados.

Se você ainda não tem o visto americano, não deixe de ler o post Como tirar Visto Americano.

Para os Estados Unidos não é necessário que o seu passaporte continue válido por seis meses depois da entrada; basta que esteja válido durante a sua permanência.

O agente sempre vai perguntar o propósito da sua viagem (responda “holiday” ou “business”) e a duração. Se você for a trabalho, precisa ter um visto B1-B2 (negócios). Se for em missão jornalística, precisa ter visto de jornalista. Caso você vá a trabalho, diga que está indo a trabalho mas só tenha visto de turista, será barrado.

Dificilmente pedem para ver passagem, e mais raramente ainda pedem para ver a reserva de hotel (o nome do hotel podem perguntar). Seja honesto e não caia em contradição.

Precisando, sempre haverá algum agente que fale espanhol.

E quem tem passaporte europeu?

wpid-photo-11giu2013-1901

É necessário que o seu passaporte contenha seus dados biométricos. Você vai precisar também preencher um formulário eletrônico de viagem, o ESTA.

Use o seu passaporte brasileiro ao sair do Brasil e ao retornar. Use o passaporte europeu para entrar e sair dos Estados Unidos.

Dá pra passar junto na imigração?

Familiares passam juntos. Amigos podem até tentar, mas na maioria das vezes não vão deixar.

Saindo dos Estados Unidos

Não há guichês de imigração de saída. Você passará pelo raio-x e só. Não se preocupe com as malas em conexão: a bagagem será despachada direto para o Brasil.

Leia também: De Los Angeles a Las Vegas. Uma verdadeira aventura pela Costa Oeste dos Estados Unidos

 

Anúncios

De Los Angeles a Las Vegas. Uma verdadeira aventura pela Costa Oeste dos Estados Unidos

Uma road trip pelos EUA é ideia que vive no imaginário de muita gente, pois foi imortalizado nos cinemas e livros. A costa Oeste dos EUA é o cenário que traduz perfeitamente este clima. Mas mesmo que sua ideia não seja bem rodar a América do Norte em um carro, dá para vivenciar a mesma experiência conhecendo os lugares mais bacanas da costa oeste norte-americana. Então a nosso post será uma espécie de road trip, onde vamos levar você pelos points da Califórnia e Nevada, que a gente conhece como a palma da mão para passar as melhores dicas para uma aventura inesquecível.

Califórnia

Los Angeles

Vamos começar o nosso roteiro pela costa Oeste desembarcando na maior cidade da Califórnia, Los Angeles. Ela será o ponto de partida para outras localidades incríveis. A cidade respira cinema e é destino de artistas que sonham com o estrelato, e claro, o famoso letreiro de Hollywood e a calçada da fama merecem ser fotografados, mas a metrópole vai muito além disso. Não é por menos, que é conhecida como um dos principais destinos de entretenimento do mundo.

Los Angeles - Califórnia
Para os fãs da sétima arte, há muitos estúdios que oferecem tours por suas instalações, como Warner, Sony e Paramount. Sem dúvidas uma experiência inesquecível e uma grande oportunidade de bancar o paparazzo e flagrar as maiores celebridades do planeta, quem sabe até conseguir uma selfie com uma delas.  Los Angeles é ensolarada e composta por uma grande variedade de culturas e comportamentos, como a Downtown, que é majoritariamente composta por mexicanos. Uma boa dica é alugar um carro, pois a cidade é muito grande e, dependendo do seu tempo de estadia, vai valer mais a pena se locomover de forma autônoma para conhecer o máximo de lugares possíveis. Sem contar que passear pelas praias de Venice, Huntington e Malibu de carro, tem lá seu charme, e você pode fazer paradas nos pontos que achar mais bacanas para conhecer todo tipo de tribos que frequentam estes locais. Outra vantagem é poder passear livremente para conhecer a agitada vida noturna destes points, com muitos bares e casas noturnas para todos os gostos.

Los Angeles - Califórnia
A bordo de um carro ou não, vamos falar de compras. Mas fique atento. O Rodeo Drive é um amplo quarteirão de Beverly Hills conhecido pelo seu comércio de alto padrão que abriga lojas de marcas como Giorgio Armani, Bijan, BVLGARI, Burberry, Gucci, Louis Cartier, Chanel, Christian Dior, Dolce & Gabbana entre outras. Claro que o local vale como passeio, mas para fazer compras já dá para imaginar que é preciso desembolsar muito dinheiro. Se esta é sua intenção, planeje-se antecipadamente. Caso a grana esteja contada, mas mesmo assim você não dispensa umas comprinhas, seu destino é a rede Premium Outlets em Camarillo, a pouco mais de meia hora de Los Angeles. Você vai encontrar um imenso complexo de outlets com as marcas mais desejadas e produtos de ótima qualidade. Mais uma coisa para se lembrar: todas as mercadorias da Califórnia possuem imposto de 8,5% cobrados na hora de pagar.

Los Angeles - Califórnia

 

Em Beverly Hills você ainda pode passear pela charmosíssima Sunset Boulevard, repleta de lojas, letreiros, postos, restaurantes e fast-foods coloridos de maneira que só esta estrada pode oferecer. Ela também é caminho para nossa próxima parada…

Santa Mônica

Depois de percorrer a Sunset Boulevard por, mais ou menos, meia horinha de carro, você chegará a uma das cidades mais visitadas por turistas que desembarcam nos Estados Unidos. Santa Mônica é litorânea, pequena, divertida, linda e fofa, muito fofa. Mesmo com cerca de 90 mil habitantes e um território relativamente pequeno, não se engane, recomendamos que você tire alguns diazinhos extras para conhecer todas as suas atrações, lembre-se que comentamos que ela é divertida. Seu famoso píer é, provavelmente, o cenário que mais traduz o espírito da Califórnia criado no imaginário popular. Sua extensão é composta por lojinhas e restaurantes banhados pelo incrível pôr do sol que tinge o cenário de laranja dando o toque final ao “california dream”. O píer ainda possui um belo parque de diversões e o Santa Monica Pier Aquarium, passeios perfeitos para fazer com a família, especialmente com as crianças.

Santa Mônica - Califórnia
E tem mais, durante todo o ano o local recebe variadas atividades culturais, como apresentações teatrais, espetáculos musicais entre outros. Um passeio por Palisides Park vai levar você direto aos seriados, filmes ou videoclipes, com pessoas levando o estilo de vida tipicamente californiano, praticando exercícios com roupas de banho e deslizando em patins. A área fica ao longo da Ocean Avenue, acima da Santa Monica Bay, o que oferece deslumbrantes vistas panorâmicas sobre o Oceano Pacífico e a faixa costeira da cidade.

San Francisco

A quarta maior cidade da Califórnia é um verdadeiro coração de mãe que acolhe quem quer que seja, sem distinção. Por sua população marcada pela miscigenação, cria-se um verdadeiro colorido de etnias e culturas. Esta ampla variedade cultural reforça uma das principais características da cidade, a sua incrível receptividade e o estilo de vida relax, com grande aceitação qualquer que seja sua origem, crenças e orientação sexual. É neste clima amigável, que já vale a viagem, que o turista vai conhecer os pontos turísticos mais legais de San Francisco, que não são poucos.

Você pode começar o dia pelo famoso Pier 39, com bares, restaurantes e lojas com várias opções de gastronomia, desde um simples café até o mais sofisticado prato, com destaque para os frutos do mar. Depois de se deliciar com a comida, sendo observado pelos simpáticos leões-marinhos que rodeiam o píer, dá para embarcar em um passeio marítimo que passa pela Golden Gate e Alcatraz. O clima da cidade é predominantemente ensolarado e ameno, parecido com a nossa primavera, mas se o dia estiver ruim, é melhor deixar este passeio para depois e siga para o Downtown.

Chinatown - San Francisco
O centro é agitado, com grande variedade de atividades e lojas espalhadas por todo o lado com inúmeras opções de lembranças para colocar na mala. A praça Union Square é um respiro para a agitação e é rodeada pelas lojas de departamento mais conhecidas, como a Macy´s e a Saks Fifth Avenue. Aproveite os passeios de bonde que circulam entre o centro para visitar também a Alamo Square e o bairro Haight and Ashbury, cenário da contracultura da década de 60 que ainda mantém vivo o ar hippie, por sua vasta atividade cultural que é praticada na rua, seus ateliers e muitas pessoas que ainda vivem esta época lisérgica.

Golden Gate - San Francisco
Em San Francisco´s Fisherman´s Wharf fica o museu de cera Madame Tussauds, com réplicas perfeitas das maiores celebridades, ótimo para tirar fotos divertidas caso não tenha encontrado nenhuma estrela no seu passeio por Los Angeles. Agora, se a sua vibe está mais ligada à natureza, separe alguns dias para conhecer o Parque Nacional de Yosemite. O lugar é perfeito para caminhadas ou passeios de bicicleta. A flora é ampla, onde as gigantes árvores Sequoias emergem imponentes dos coloridos bosques. Lagos, quedas de água e montanhas completam o deslumbrante cenário. Para aproveitar bastante o parque, o passeio pode ser bem extenso, então reserve algumas horas e bastante fôlego para os passeios.

Parque Nacional Yosemite

 

Nevada

Las Vegas

É difícil recomendar algo sobre Las Vegas, isto porque quem optou por esta viagem já tem em mente tudo que pretende fazer. Beber, jogar, casar e praticar toda sorte de excessos para aproveitar plenamente tudo que a Capital Mundial do Entretenimento tem para oferecer. Então, nesta seção do post, vamos focar mais em dicas para você se virar por lá. Começando pela chegada. Não há voos direto do Brasil para Las Vegas, as melhores opções de conexão são Dallas, Detroit, Houston, Atlanta, New York, Miami, Charlotte e Cidade do Panamá. As companhias Delta, United e American Airlines desembarcam o passageiro diretamente no aeroporto de McCarran, na região metropolitana de Vegas.

Las Vegas - Nevada
Mas assumindo que você está seguindo a nossa road trip de carro, você pode se aventurar pela rodovia interestadual I-15. Saindo de Los Angeles, você vai cortar o deserto de Nevada por aproximadamente 450 km. Como a estrada é tranquila e sem muito movimento, o percurso é concluído em mais ou menos 5h.  Mas a pergunta que os turistas devem mais se fazer é: Quanto de dinheiro levar? A resposta é simples: depende. Mas calma, vamos por partes. Primeiro é importante definir quantos dias você quer ficar por lá. Com isto em mente, passamos para o próximo passo, a hospedagem. Existem muitas opções de hotéis espalhados pela cidade e muitos têm preços bastante em conta, especialmente se planejar a viagem com um agente de turismo com um roteiro fechado. Mas se você está indo por conta própria e vai ficar por pouco tempo, uma boa indicação pode ser o Bellagio, onde as diárias ficam em torno de R$ 600. O preço é salgado, claro, mas o hotel talvez seja o que mais represente o espírito da Cidade do Pecado, com seu cassino próprio, suítes luxuosas, bares, extravagâncias, restaurantes e espetáculos do Cirque du Soleil, tudo aquilo que se vê nos filmes.

Las Vegas - Nevada
Falando no circo mais famoso do mundo, as atrações que a cidade oferece são outros itens para colocar nos cálculos. Para os shows do Cirque du Soleil, por exemplo, a entrada custa em trono de US$ 100, mas as demais ficam na média dos US$ 80, que também é o ticket médio de gasto nas baladas noturnas. A melhor maneira de se locomover por Vegas é de táxi, portanto, separe cerca de 70 dólares diários para locomoção. Já nos cassinos tudo vai depender de quanto você está disposto a apostar. As fichas são adquiridas antes de iniciar qualquer atividade nas casas, então uma dica é definir quanto você pretende investir naquele dia.

É fácil se empolgar, mas não aposte mais do que o definido por você na entrada, deixe para outro dia se quiser tentar a sorte novamente. Tenha em dinheiro vivo, um valor na faixa entre 500 e 1000 dólares por pessoa para facilitar os gastos e evitar custos de IOF em pequenas transações no cartão, mas tenha sempre um Travel Money por segurança, as casas para recarregá-los existem aos montes. Se precisar de mais detalhes, consulte nossas dicas para primeira viagem internacional, onde também detalhamos outras facilidades.

Grand Canyon

Bom, para não perder o costume vamos indicar alguns pontos de visitação. É na famosa Las Vegas Boulevard, principal avenida da cidade, mais conhecida como “The Strip”, que estão todos os grandes hotéis e cassinos, cada um com uma temática diferente. No começo da avenida estão o Luxor, Excalibur, Tropicana, New York, New York e o MGM Grand. Depois, seguem o Monte Carlo, Paris, Bally’s, Bellagio, Caesar’s Palace, Flamingo, Mirage e Wynn. Finalizando, está o Stratosphere, que marca o fim dos grandes hotéis e cassinos da Las Vegas Boulevard. Ah, e se está pensando em casar, a mais famosa capela para cerimônias relâmpagos é a Little White Wedding Chapel.

Por fim, mais uma dica. Separe pelo menos um dia para descansar do agito e conhecer um dos lugares mais impressionantes do planeta. A duas horinhas de carro, fica a parte oeste do Grand Canyon. Ideal para fazer um bate e volta. Mas fique atento que o Parque é muito grande, e se pretende conhecer suas outras regiões, que incluem a parte Sul e Norte, separe mais alguns dias e planeje sua hospedagem. Outra maneira incrível de conhecer o Grand Canyon é de helicóptero. Este tipo de passeio é muito comum por lá, e você vai ter uma vista ampla de todas esta maravilha da natureza. Você também pode sobrevoar a cidade de Vegas em um city tour, que também proporciona uma experiência muito bacana.

Passeio de helicóptero pelo Grand Canyon
A Operadora New Age, oferece uma série de roteiros maravilhosos de Costa Oeste, Confira sugestões de roteiro para Costa Oeste, que incluem todos estes locais com todas as facilidades, como a hospedagem programada, auxílio para tirar suas dúvidas, passeios com guias que falam português e o parcelamento da viagem.

Dúvidas? Entre em contato através do formulário abaixo.

Orlando: felizes para sempre no Magic Kingdom, Universal e Sea World

Olá leitores do Blog #NMV,

Estou novamente aqui para apresentar mais uma dica de uns dos destinos mais visitados no mundo, Orlando! Com a Vila da Bela e da Fera e do espaço da sereia Ariel no Magic Kingdom, na Disney, Orlando se rende às princesas. Mas a Universal também faz a festa com seus malvados favoritos e o SeaWorld com suas montanhas-russas radicais. Confira.

Continuar lendo “Orlando: felizes para sempre no Magic Kingdom, Universal e Sea World”