Café da manhã de Hotel é tudo igual? Será?

Pelas minhas andanças por aí, ao longo do tempo fui percebendo que café da manhã em hotel não é sempre a mesma coisa e que pode ser sim um diferencial na escolha da hospedagem. Primeiro porque existem algumas classificações internacionais padronizadas e utilizadas nos resorts, hotéis e hostels, Segundo que quando estou viajando o café da manhã, ao contrário da minha rotina de vida normal, é minha principal refeição e terceiro que não curto muito essa de acordar cedo e ir na padaria mais próxima tomar um café. Portanto, quando estou procurando uma acomodação, o estilo e a qualidade do café da manhã pesam na minha decisão.

A questão principal é que existem pelo menos três tipos de café da manhã: o continental (o mais comum), o café da manhã americano (o nome é apenas uma classificação) e o café tropical (mais comum no Brasil e hotéis de praia). A ressalva fica por conta de algumas pousadas menores que preferem “personalizar” o café da manhã, mas no geral existem mesmo esses três tipos de café que são servidos nas hospedagens mundo afora. Vejamos:

Café continental ou pequeno-almoço

continental-breakfast
Café Continental ou Pequeno-Almoço

O primeiro e mais comum é o café continental ou pequeno-almoço. Servido na grande maioria dos hotéis. Em alguns estabelecimentos é pago a parte e sempre é servido no salão. Composto por:

-bebidas quentes (café, chá, chocolate);

-pão pequeno ou torradas;

-manteiga,  geleias e

-complementos que dependerão da disponibilidade, geralmente um suco de fruta, um iogurte ou algo tradicional do lugar.

Café Buffet ou café americano

cafes-da-manha-estilo-buffet
Café buffet ou café americano

O Segundo mais comum é o café estilo buffet ou café americano. É mais caprichado do que o continental, podemos dizer que é o café da manhã 5 estrelas. Como é servido em hotéis de categoria superior, normalmente já está incluído na diária. Contudo, é bom verificar antes. Composto por:

-bebidas quentes (café, leite, chocolate, chá);

-pães sortidos: pão e torradas;

-frutas: maçã, pêra, banana, laranja, etc;

-suco de frutas: laranja, manga, melancia, melão, etc;

-cereais: corn flakes, granola, musli;

-ovos: omeletes, ovos mexidos, e à lacoque;

-carnes: presunto e salame e

-laticínios: iogurtes e queijos.

Café Tropical

tropical-breakfast
Café Tropical

O terceiro é chamado de café tropical. Muito servido no Brasil dada a sua diversidade de frutas e composto por:

-bebidas quentes: chás variados, café, leite , chocolate, capuccino;

-frutas: melão, maçã, mamão, melancia, ameixa uva , abacaxi, figo, banana, laranja e salada de frutas;

-pães e bolos: francês, de milho, de centeio, cuca, croissant;

-cereais, geleias, queijo e ovos.

Café Inglês

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Café Ingles (English Breakfast)

O quarto e talvez menos comum para nós mas muito servido no Reino Unido e adjacências é o café inglês.

O tradicional café da manhã inglês pode ser encontrado na maioria dos pubs e em muitas lanchonetes, muitas vezes por preços bem convidativos considerando a quantidade de comida servida. A composição pode variar de um lugar para outro no Reino Unido. Também é servido em praticamente todos os hotéis e pousadas do país.

Composto basicamente por:

-bebidas: café ou chá;

-pão torrado ou waffle com manteiga e geleia;

-cereais tipo corn flakes;

-ovos,  bacon, salsichas, pão frito, feijão cozido e cogumelos ou algum outro embutido.

Conclusão

São esses os tipos de café da manhã que encontramos. Alguns já inclusos na diária, outros pagos à parte, o importante é  certificar-se na hora da reserva. Eu sempre optei pelo estilo continental e nunca tive problemas, em alguns lugares é melhor, em outros mais ou menos mas em todos sempre encontrei o que procurava: pão com geleia, café com leite e algum complemento como iogurte ou fruta.

#Uma dica que acho importante falar é sobre o valor do café da manhã e o impacto desse valor no custo final da hospedagem. Já vi algumas boas acomodações com preços ótimos e um café com valor absurdo, em torno de 20 Euros por pessoa e por dia. Muito caro!! É quase o valor de um almoço ou de um jantar.

Um preço que acho justo é de até 10 Euros. Já me hospedei também em hotéis com diárias mais altas e com um café da manhã muito bem servido. É importante comparar e ter em mente o que necessário para você. Conheço pessoas que dispensam o café da manhã, comem um biscoitinho com café puro ou chá e seguem o dia.

Se você for desse tipo, pode ser mais vantajoso ficar em lugares que cobram o café a parte, porque assim você passa no mercadinho mais próximo, compra alguma coisa,  aproveita a chaleira elétrica que geralmente tem nos quartos, faz seu café e tudo bem! Fica mais econômico. Mas isso só vale para pessoas que conseguem ficar boas horas com pouco ou quase nada no estômago. Eu sempre recomendo aproveitar o café da manhã. Quando estamos bem alimentados os passeios rendem mais e não sentimos a necessidade de ficar “beliscando” nada durante o dia (o que pode ser um gasto considerável no orçamento e quase sempre não é calculado). Mas isso vai do organismo de cada um.

Veja também 10 resorts para você curtir sobra, água fresca e a família.

Anúncios

Autorização de viagem para menores agora é incluída no passaporte

Novos documentos já podem ser confeccionados com a autorização dos pais impressa na página de identificação do passageiro

Menores desacompanhados poderão viajar para o exterior com apenas uma autorização de pais ou responsáveis no passaporte.

Desde o fim de novembro, o Sistema Nacional de Passaportes (SINPA) permite que novos passaportes sejam confeccionados com a autorização impressa na página de identificação do documento.

Até então, menores precisavam de permissão reconhecida em cartório para sairem do Brasil.

A alteração atende aos dispositivos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e às resoluções do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Confira as novas regras para autorização de viagens de crianças

Com a alteração, serão oferecidas três opções de permissão no formulário de confecção do documento: sem a presença de um dos responsáveis ou de ambos. A última opção prevê a manutenção do sistema vigente até novembro, ou seja, a apresentação de autorização impressa e reconhecida em cartório.

No Brasil, os passaportes têm um prazo de validade de cinco anos. Exceções feitas aos documentos de crianças com quatro anos ou menos. Nestes casos, a validade é idêntica ao tempo de vida da criança: passaporte de bebês de um ano terão validade de um ano; e assim por diante até que o menor complete cinco de idade.

A confecção de um passaporte demora, em média, de 5 a 10 dias após a entrega de documentos à Polícia Federal. Uma segunda alteração prevê que os campos anteriormente designados como “pai” e “mãe” na página de identificação do documento sejam substituídos por “genitor 1” e “genitor 2”.

Para viagens nacionais, a apresentação de autorização de viagem impressa continua sendo obrigatória para crianças menores de 12 anos desacompanhadas de pais ou responsáveis.

 

Fonte:
Portal Brasil, com informações da Polícia Federal e do Ministério do Turismo

Top 10: os mais belos castelos do mundo

Cenários de batalhas ou romances, os castelos europeus fazem parte da história – e do imaginário ocidental. Construídas em sua maioria na Idade Média, essas fortificações são hoje alguns dos mais famosos pontos turísticos do Velho Mundo. Listamos, aqui, os dez mais importantes – e imponentes. Confira!

Leia também – 10 Resorts para você curtir sombra, água fresca e família

Curta nossa página no Facebook

1. Monte Saint Michel, Manche, França

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Uwe Küchler)

Construído sobre um monte à beira-mar, o mosteiro só pode ser acessado a pé durante a maré baixa. Sua grandiosidade torna-o um dos pontos turísticos mais famosos do país, com uma frequência anual de mais de 3,5 milhões de visitantes.


2. Castelo de Edimburgo, Escócia

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Jericho)

Boa parte das batalhas que separaram – e anexaram – a Escócia da Grã-Bretanha aconteceu dentro ou nos arredores dessa fortificação. Tanto assim que a construção, erguida a partir do século 12, é considerada o símbolo nacional escocês.


3. Castelo Neuschwanstein, próximo a Munique, Alemanha

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Photoglob AG)

Esta fortificação foi erguida no século 19, portanto não tem nada de medieval. Mas sua inserção na paisagem é tão encantadora que o palácio se tornou o paradigma dos castelos, graças à Disney, que eternizou sua imagem nos cenários da fábula de Cinderela.


4. Castelo Glamis, Angus, Escócia

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Ian Robinson)

Não é a maior nem a mais antiga, muito menos a mais importante fortificação do planeta. Mas o Glamis faz parte desta lista por ser o mais mal-assombrado dos castelos europeus.


5. Castelo de Windsor, Berkshire, Inglaterra

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Mark S Jobling)

Com 900 anos de existência, o Castelo de Windsor é a maior e mais antiga residência real do planeta. Ali vive a rainha Elizabeth II e parte de sua notável família.


6. Castelo Chambord, Loir-et-Cher, França

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Elementerre)

Residência do rei Luís XIV, o castelo Chambord foi erguido no século 16. Atualmente é a mais visitada das construções do vale do Loire.


7. Hampton Court Palace, Londres

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Andreas Tille)

No universo anglo-saxão, a palavra Hampton é sinônimo de luxo. Não é à toa – o Hampton Court Palace, que serviu de residência para o rei Henrique VIII, conta com nada menos do que mil cômodos.


8. Castelo de Praga, República Tcheca

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Stefan Bauer)

Símbolo nacional, o castelo de Praga foi erguido a partir do século 9º, mas ganhou suas atuais feições somente entre os séculos 14 e 16, quando serviu de cenário para as batalhas de unificação do país.


9. Castelo de Saint Michel, Cornuália, Inglaterra

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / Mark Twyning)

Menos famoso do que seu homônimo francês, o Mont Saint Michel inglês também só pode ser acessado quando a maré está baixa. Está localizado no pitoresco vilarejo costeiro de Marazion.


10. Castelo de Leeds, Kent, Inglaterra

 (Foto: reprodução / iStockphoto)

 (Foto: Wikimedia Commons / 97198)

Construída no século 12, a propriedade rural é comumente usada no cinema como locação para residências da aristocracia inglesa.
Entre em contato para dúvidas.